O Corinthians oficializou a renovação de Danilo. O desejo do clube e do atleta atenderam às expectativas em meio a desconfiança da torcida. O jogador atualmente é um dos mais longevos do clube, porém as lesões atrapalharam sua performance no ano passado, atuando apenas duas vezes. O clube paulista já tinha encaminhado a renovação desde o mês passado, porém a diretoria preferiu esperar mais um pouco. Ansioso por conquistas, o jogador espera ajudar de todas as formas possíveis. O contrato de Danilo vai até o dia 31 de dezembro de 2018.

Danilo renova com a esperança e experiência necessária para a disputa da Libertadores, o jogador será a lápide entre os mais novos como Pedrinho, porém, a sua importância será vital para a continuidade de um trabalho que foi eficaz, ano passado por Fábio Carille.

O meia embarcará para a Flórida Cup, torneio inicial de preparação dos clubes brasileiros como o próprio Corinthians, Atlético-MG e Fluminense para esta edição. O Corinthians enfrentará neste torneio (Flórida Cup) o PSV e Rangers, como forma de preparação para a disputa do campeonato paulista.

História no Corinthians

O jogador até então visto com desconfiança pela torcida do Corinthians foi contratado em 2010. Aos poucos, Danilo "calou a boca" dos críticos demonstrando o seu trabalho em campo na conquista do Brasileirão de 2011. O meia foi o primeiro a marcar em um clássico no Allianz Parque, estádio rival do Palmeiras. O atleta foi carrasco de seu antigo clube, São Paulo, fazendo o gol que deu o título ao time do Corinthians pela Recopa Sul-Americana.

O caráter humilde e sensato do jogador trouxe consigo um dos detalhes de suma importância para os novatos que vieram nas temporadas seguintes do Brasileirão 2011, a paciência pela espera de jogar.

O meia deu equilíbrio necessário diversas vezes para a conquista da Libertadores 2012, anotando três gols na ocasião. Pelo Mundial no final do mesmo ano, foi importante no principal lance que originou o gol do Corinthians, levando o título naquela edição em cima do Chelsea.

Danilo ainda conta com uma passagem pelo São Paulo, onde conquistou o campeonato paulista, Copa Libertadores e Mundial de 2005, além do Brasileiro de 2006. Pelo Kashima Antlers conquistou três vezes a J-League e a Copa Imperador do Japão. O jogador ainda jogou pelo Goiás, clube revelação antes de se transferir para o São Paulo em 2004. O meia ainda conta com três finais de libertadores, duas pelo São Paulo e uma pelo Corinthians.