O Real Madrid voltou a deixar uma imagem infeliz na partida contra o Villarreal. Uma nova derrota no Santiago Bernabéu, dessa vez, quase no final do encontro, e para um Villareal que tinha que ser um adversário mais fácil para um time da dimensão do Real [VIDEO], que pode ficar 19 pontos atrás do Barcelona, ainda nesse final de semana. E o campeonato ainda nem vai na metade e já o Real parece mais afastado que nunca da chance de revalidar seu título de campeão.

Com mais uma derrota, agora por 1 a 0, no Santiago Bernabéu, Zidane está no limite do abismo. Agora, o treinador francês não esconde e assume sua parte da culpa pela dinâmica ruim da equipe.

No entanto, ele sabe que a responsabilidade não é apenas dele. Os jogadores não respondem em campo, mesmo os melhores. De um time que ganhou tudo em 2017, pouco mudou, mas a atitude não é mais a mesma e nada é igual de um ano para o outro.

Cristiano Ronaldo no centro de tudo

E começando com Cristiano Ronaldo. O português não está facilitando as coisas para Zidane. Ele voltou a falhar várias vezes contra o Villarreal, e está muito longe do nível de melhor jogador do mundo, como ele ainda assumia faz muito pouco tempo. Foi em dezembro que Cristiano levou o prêmio e que dizia que se sentia "o melhor de sempre". Ele dizia que nunca viu um jogador tão completo quanto ele, e pouco depois de suas palavras, ele se afunda cada vez mais em sua forma.

Ele não é um líder no campo e está a anos luz da sua melhor versão.

Coleciona erros em campo, e parece nem se esforçar para que a bola chegue a seus colegas. Para muitos, Cristiano está atravessando um mau momento de forma, mas para outros, essa é a imagem do seu declínio, uma vez que o craque já tem 32 anos. No entanto, na Champions, tudo muda, e ele tem bem mais gols na prova europeia, que supostamente seria mais difícil, do que na liga. E em bem menos jogos. Por isso, para muitos torcedores, Cristiano não está se esforçando na liga, e o problema poderia ser o desentendimento com a diretiva.

Zidane está farto

Para Zidane, essa situação está ficando cada vez mais clara. Se ele continuar na próxima temporada, ele quer um goleador diferente na frente de ataque, que pode passar por Neymar, Hazard ou Kane, e que deve entrar no lugar de Cristiano Ronaldo.

No entanto, não é só o português que está agastando Zidane. Jogadores como Marcelo, Kroos, Modric ou Isco são uma sombra do que eram. Além disso, Asensio, que entra do banco, também não está acrescentando nada e Lucas Vázquez é mais do mesmo.

Porém, é Cristiano a quem mais culpas se apontam. E tudo isso, porque nos últimos anos, é ele quem mais decidia para o Real. O craque português raramente deixava sua equipe a zero, e quase sempre fazia gol. Agora, isso mudou e todos se viram contra ele, incluindo alguns companheiros, que acusam o craque de não ter a cabeça no Real Madrid [VIDEO]. "Há jogadores que acreditam que Cristiano Ronaldo deveria ser mais interventivo no vestiário, que ele tinha que falar mais. Zidane depende muito dos jogadores e ele não está lá", revelou Roberto Morales no programa de TV 'El Chiringuito', sugerindo que alguns jogadores estão se movendo nas costas de Zidane.