Na tarde desta quarta, diante de quase dois mil presentes ao estádio Elcyr Resende, em Bacaxá, distrito de Saquarema, o Fluminense estreou no Campeonato Carioca de 2018. A luta pelo seu 32º título estadual, porém, não começou positiva para o Tricolor. Com os reservas e alguns jogadores do Sub-20, a equipe das Laranjeiras até fez um bom primeiro tempo, mas não resistiu e foi derrotado pelo Boavista por 3 a 1.

O destaque da partida foi o meia-atacante Erick Flores. Autor de dois gols, sendo um de pênalti, além do passe para o experiente centroavante Leandrão abrir o placar, o meia-atacante, ex-jogador do Flamengo, comandou a vitória do clube da Região dos Lagos.

Caio, aproveitando rebote dado pelo goleiro Rafael ao defender uma bela finalização de Pedro, marcou para o Fluminense.

Único a não pontuar no Grupo C, o Fluminense [VIDEO]ocupa a lanterna na classificação. Por conta disso, necessita vencer o Botafogo no clássico do próximo sábado, às 17h (de Brasília), no Maracanã, contra o Botafogo. No mesmo dia, só que às 16h (de Brasília), o Boavista irá ao Moacyrzão, em Macaé, para medir forças diante do time local.

Enquanto o resultado não vinha dentro de campo, fora das quatro linhas, a diretoria praticamente acertou a contratação de mais dois reforços. Depois do lateral-direito Gilberto e dos volantes Jádson e Aírton, o goleiro uruguaio Guillermo de Amores, do Liverpool, equipe pequena daquele país, deverá ser mais uma opção para o técnico Abel Braga.

Outro que tem chance de ser anunciado é o zagueiro Marllon, destaque da Ponte Preta no último Campeonato Brasileiro.

Segundo informações de bastidores, De Amores, assinará um contrato de três temporadas com o Fluminense. Já Marllon firmará um vínculo de um ano. A expectativa é de os dois serem oficialmente confirmados até, no máximo, o início da semana que vem.

Um meia para suprir a lacuna deixada por Gustavo Scarpa, que acertou com o Palmeiras e um atacante de lado são as outras prioridades do Fluminense [VIDEO]. Caso Henrique Dourado, ique já demonstrou a vontade de deixar o clube, seja realmente transferido, um centroavante também será tentado.

Torcedores organizam protesto contra diretoria antes do primeiro clássico no Estadual

Insatisfeitos com o mau rendimento dentro de campo, torcedores do Fluminense organizaram um protesto contra a diretoria nos arredores do Maracanã para o próximo sábado, às 15h (de Brasília), duas horas antes do primeiro clássico do Campeonato Carioca de 2018, que será disputado no mesmo estádio, diante do Botafogo.

Até o momento, mais de 1.500 tricolores, através do Facebook, já confirmaram presença. Os alvos principais são o presidente do clube, Pedro Abad e a Flusócio, maior grupo de apoio da gestão atual.

A maior crítica da torcida é, segundo ela, a falta de ousadia para superar as dificuldades financeiras e não pensar o futebol como prioridade dentro do Fluminense. O sentimento de revolta cresceu especialmente no segundo semestre do ano passado, quando o elenco dirigido pelo técnico Abel Braga, depois de um vice no Estadual e apresentar um futebol que chegou a ser digno de elogios, perdeu um dos principais jogadores naquela ocasião, o atacante Richarlison (acertou com o Watford, da Inglaterra). Com isso, o rendimento da equipe sofreu uma queda vertiginosa, chegando, inclusive, a flertar com o rebaixamento no Campeonato Brasileiro.