O torcedor do #Corinthians iniciou o ano preocupado. Após a saída de três titulares que foram fundamentais na conquista do heptacampeonato brasileiro, dentre eles o artilheiro Jô [VIDEO], já começava a se temer um desmanche mais avassalador do que o visto em 2016, logo após o time também ter levantado o caneco do campeonato nacional. No entanto, na tarde desta sexta-feira (5), os diretores deram uma grande notícia, que faz os corintianos respirarem um pouco mais aliviados.

De uma vez só foi anunciada a renovação de três jogadores titulares do elenco: o goleiro Cássio e o lateral-direito Fagner, que estenderam seus acordos até 2021, além do volante Camacho, que agora terá vínculo com validade até o fim de 2020.

A renovação de Cássio e Fagner por um longo período tem uma explicação: eles vêm sendo convocados constantemente para a Seleção Brasileira e estão bem perto de disputar a Copa do Mundo, o que fará aumentar o assédio nas próximas duas janelas de transferência. Já Camacho, que começou o campeonato no banco de reservas, ganhou não apenas a confiança do técnico Fábio Carille, como também a titularidade na equipe.

Balbuena

Apesar de garantir a permanência de três importantes peças, o Corinthians ainda busca também estender a permanência do zagueiro Balbuena. A diretoria alvinegra já até enviou uma proposta para os representantes do jogador, mas ainda não obteve resposta. Seu atual contrato termina em dezembro deste ano.

Anunciado

Nesta sexta-feira (5), a diretoria do Corinthians também oficializou a contratação do lateral-esquerdo Juninho Capixaba, que estava no Bahia.

Ele assinou acordo válido por quatro temporadas [VIDEO] e chega para ser o substituto de Guilherme Arana, um dos três titulares que saíram após a conquista do hepta brasileiro e que se transferiu para o Sevilla, da Espanha. Ele foi aprovado nos exames médicos, conheceu a estrutura do clube e viajará no próximo domingo (7), junto com os demais jogadores do elenco, para os Estados Unidos, onde o alvinegro mais uma vez disputará a Florida Cup.

Para trazer o jogador, o Corinthians teve que desembolsar a quantia de seis milhões de reais, além de ceder de forma definitiva o goleiro Douglas, que havia jogado o último Brasileirão pelo Avaí. Além disso, o Bahia ainda ficou com 30% dos direitos econômicos do atleta. Marlone e Moisés foram cogitados também para ir ao tricolor como moeda de troca, porém o primeiro foi para o Sport Recife e o segundo acabou não chegando a um acordo com os baianos. #PaixãoPorFutebol #Mercado da bola