Com passagens por Grêmio, Palmeiras e Seleção Brasileira, além de ter sido campeão da Copa do Brasil em 2001 pelo time gaúcho, o hoje gerente de Futebol e ex-atacante Warley foi esfaqueado na madrugada desta sexta-feira (26), em João Pessoa, na Paraíba. Atualmente, ele trabalha no Botafogo local.

O crime ocorreu no bairro de Manaíra, um dos mais nobres da capital paraibana. Segundo informações de amigos, o ex-jogador foi abordado por dois homens, que anunciaram o assalto.

Publicidade
Publicidade

Ele entregou o celular e passou o carro para os bandidos, mas, assustado saiu correndo. O ex-atleta foi golpeado duas vezes. Mesmo ferido, ele conseguiu pedir ajuda ao amigo, que o levou ao hospital, onde deu entrada por volta das 4h20 (5h20 no horário de Brasília).

Na versão passada pela polícia, a história é um pouco diferente e dá conta que Warley teria se assustado com a abordagem, houve confusão e ele acabou sendo esfaqueado nas costas.

Publicidade

Os criminosos se evadiram do local levando apenas o celular. O carro, que de acordo com os policias era o que eles pretendiam roubar, foi deixado.

O último boletim médico divulgado no hospital onde ele está internado diz que seu estado é grave. Ele ainda precisou passar por cirurgia no início da manhã.

A carreira

Depois de encerrar a carreira no ano passado, Warley passou a atuar como gerente de futebol do Botafogo da Paraíba, seu último clube.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol Palmeiras

Natural de Sobradinho, no Distrito Federal, ele começou a carreira profissional no Atlético Paranaense, em 1997. Dois anos mais tarde, se transferiu para o São Paulo e de lá para a Udinense, da Itália. Entre 2000 e 2001, teve uma passagem pelo Grêmio, onde conquistou o título da Copa do Brasil.

Também jogou por São Caetano e Palmeiras, até retornar ao Atlético, em 2006. Depois rodou por clubes menores, como Brasiliense, Náutico, ABC, Vila Nova, Treze, Campinense, Botafogo da Paraíba, River e novamente o Botafogo, onde pendurou as chuteiras.

Pela Seleção Brasileira, acumulou algumas convocações, jogou quatro partidas e não fez nenhum gol. Sua estreia com a amarelinha foi em um amistoso no Distrito Federal. Também esteve na Seleção que disputou e foi campeã do Pré-Olímpico de 1999.

Além do título da Copa do Brasil, também foi quatro vezes campeão paraibano, campeão paulista (em 2004 com o São Caetano), campeão gaúcho, campeão paranaense, campeão do Distrito Federal e também ajudou o Botafogo a levantar o título da Série D, em 2013.

Publicidade

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo