Desde a reapresentação do elenco, acontecida no dia 03 de janeiro, o Fluminense realizou uma série de treinamentos, mas, até o momento, não houve qualquer indício do futuro time titular. Esse grande mistério adotado pelo técnico Abel Braga pode ter um bom motivo. Segundo Hector Werlang, do portal Globoesporte, existe a possibilidade de o Tricolor vir com um novo sistema de jogo para o início das competições em 2018.

Ainda de acordo como jornalista, caso o comandante, realmente, mude o esquema, a tendência é de o Flu entrar em campo no 3-5-2 com a zaga, maior problema da equipe na última temporada, sendo formada por Gum, Renato Chaves e Reginaldo.

No meio, viriam Gilberto na ala direita, Marlon na esquerda, Richard e Douglas como dupla de volantes e a armação das jogadas para o setor ofensivo, composto por Marcos Júnior e Henrique Dourado, ficando a cargo do apoiador equatoriano Junior Sornoza.

Todo o segredo da agremiação das Laranjeiras começará a ser desvendado a partir de sexta, quando o Fluminense enfrenta, às 22h (de Brasília), o PSV Eindhoven, da Holanda, pela disputa da Florida Cup. Depois de uma longa viagem, a delegação tricolor chegou aos Estados Unidos no início da manhã desta sexta e, na parte da tarde, realizou o primeiro treinamento no Dewey Sports Complex, em Deltona, distrito de Orlando. Durante mais de duas horas, os jogadores fizeram uma atividade tática e o destaque ficou por conta de Henrique Dourado, autor de um belo gol.

Na quinta, o time retorna ao Dewey Sports Complex para o último treino antes de estrear na Florida Cup. Também pela competição internacional, o Fluminense, na próxima segunda, às 19h30 (de Brasília), encara o Barcelona de Guayaquil, do Equador.

O retorno ao Rio acontece na manhã da quarta que vem. No mesmo dia, às 16h30 (de Brasília), o Fluminense [VIDEO] inicia a sua participação no Campeonato Carioca. No Elcyr Resende, em Bacaxá, distrito de Saquarema, o Tricolor das Laranjeiras enfrenta o Boavista.

Além do Estadual do Rio, onde busca o seu 32º título, o Flu [VIDEO] almejará, em 2018, o bi da Copa do Brasil (estreia, no dia 31 de janeiro, a Caldense-MG), vencer, também pela segunda vez na história, a Copa da Primeira Liga, que deverá ser realizada durante a pausa para a Copa do Mundo da Rússia, conquistar, de forma inédita, a Copa Sul-Americana, cujo primeiro adversário será o Nacional de Potosí, da Bolívia e, finalmente, lutar pelo penta do Campeonato Brasileiro, que ainda não tem tabela definida.