Na chuvosa tarde desta sexta, o técnico Abel Braga dirigiu, no CT Pedro Antônio, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, o primeiro treinamento coletivo do Fluminense no ano de 2018. Antes de a bola rolar, o treinador teve uma longa conversa com o grupo completo. Logo em seguida, comandou uma atividade de 45 minutos e deu indícios de qual será o time titular para os compromissos dos dias 12 e 15 de janeiro, diante de, respectivamente, PSV Eindhoven, da Holanda e Barcelona de Guayaquil, do Equador, ambos válidos pela Florida Cup [VIDEO], nos Estados Unidos.

Os torcedores, porém, deverão ter um pouco mais de paciência, uma vez que, como o trabalho aconteceu sem a presença dos jornalistas, a escalação oficial não foi divulgada.

A única informação divulgada foi em relação ao meia Junior Sornoza, considerado, de acordo com o site oficial do Tricolor das Laranjeiras, o principal destaque.

Assim como vem acontecendo desde o retorno das férias, o Fluminense [VIDEO] treinou em dois períodos. Pela manhã, o elenco cuidaram da parte física na academia e no espaço de grama sintética do CT Pedro Antônio.

Apesar do mistério, a tendência é que o Fluminense estreia na temporada com Júlio César, Gilberto, Gum, Reginaldo e Marlon; Richard, Douglas e Sornoza; Marcos Júnior, Henrique Dourado e Matheus Alessandro.

No sábado, haverá novo trabalho integral. No domingo, o grupo será liberado para a folga. A estreia oficial do Fluminense na próxima temporada acontece no dia 17 de janeiro, às 19h30 (de Brasília), no estádio Elcyr Resende, em Bacaxá, distrito de Saquarema, contra o Boavista pela abertura do Campeonato Carioca.

Diretoria estipula novo teto salarial

Paralelamente ao que vem sendo realizado dentro de campo, nos bastidores, a diretoria anunciou o novo teto salarial do elenco profissional. A partir de agora, os vencimentos dos atletas não ultrapassarão os R$ 150 mil.

A exceção fica por conta do centroavante Henrique Dourado, artilheiro da equipe e um dos goleadores do último Campeonato Brasileiro. O outro seria Gustavo Scarpa, mas o camisa 10 ainda não se reapresentou e pode entrar na Justiça para conseguir a liberação de seus direitos federativos e, dessa forma, acertar com um novo clube.

Mais experiente do atual elenco, o zagueiro Gum irá renovar o seu contrato, que se encerraria no final do ano que vem, até dezembro de 2020. Para isso, ele aceitará uma redução de 40% de seus vencimentos e passará a receber R$ 150 mil.