Fluminense e Botafogo fizeram neste sábado (20), no estádio do Maracanã, [VIDEO]no Rio de Janeiro, o primeiro clássico do Futebol brasileiro em 2018. Em um forte calor, o Tricolor teve um gol [VIDEO]anulado no começo do segundo tempo, criou boas chances no final, porém o placar não saiu do 0 a 0. Dessa forma, os dois times seguem sem vencer na Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato do Rio de Janeiro.

Para um duelo da grandeza dos dois times em um palco que recebeu duas finais de Copa do Mundo o público foi ruim. Apenas 8.538 acompanharam a partida, sendo 7.126 pagantes. A renda bruta foi de 220.510 reais.

Como já havia sido prometido durante toda a semana, os torcedores do Tricolor fizeram um protesto no portão de entrada com faixas, cartazes e até mesmo caixão de papelão, cujo principal alvo era o presidente Pedro Abad.

Com a bola rolando, os torcedores lembraram Diego Cavalieri, que foi dispensado do clube junto com outros sete jogadores.

Análise da partida durante o jogo

Dentro de campo os times fizeram um jogo muito brigado, porém sem criar muitas oportunidades as equipes foram vaiadas na saída para o intervalo. No Fluminense a principal ausência foi de Henrique Dourado, que publicamente manifestou o desejo de defender outra equipe e não deverá mais vestir a camisa do Tricolor.

O lance mais polêmico da partida saiu aos seis minutos do segundo tempo, quando Ibañez teve um gol anulado pela arbitragem. Após cobrança de escanteio, Renato Chaves ganhou no alto, e Ibañez colocou para dentro. Inicialmente validado pelo árbitro, o gol foi anulado por uma indicação de falta do auxiliar da linha de fundo. Mesmo anulado, o gol fez bem ao Fluminense, que passou a pressionar bastante até os minutos finais, principalmente após as mexidas do técnico Abel Braga, porém não conseguiu furar a meta defendida pelo goleiro Jefferson.

Na última posição de seu grupo com apenas um ponto, o Fluminense terá novo compromisso na próxima quarta-feira (24), quando medirá forças com a Portuguesa, às 18h45. O Botafogo, que chegou ao seu segundo ponto, joga na quinta, às 19h30, no Moacyrzão, onde encara o Macaé.

Fluminense: Júlio César, Renato Chaves (Matheus Alessandro), Gum e Ibañes; Gilberto, Jadson, Douglas, Sornoza e Marlon(Ayrton Lucas). Marcos Júnior (Robinho) e Pedro. Técnico: Abel Braga.

Botafogo: Jefferson; Arnaldo, Marcelo, Igor Rabello e Gilson; Matheus Fernandes, João Paulo e Leonardo Valencia (Rodrigo Lindoso); Rodrigo Pimpão (Ezequiel), Brenner e Luiz Fernando (Leandro Carvalho). Técnico: Felipe Conceição.