O #Futebol brasileiro ficou de luto neste sábado. Um dia depois de ficar no banco de reservas na vitória do #Guarani sobre o Água Santa por 3 a 0, na abertura da quarta rodada do Campeonato Paulista da Série A-2 [VIDEO], o goleiro do time de Campinas, Wallace, de apenas 22 anos, morreu em decorrência de um acidente, ocorrido por volta das 14 horas deste sábado (27), na altura do quilômetro 140 da rodovia dos Bandeirantes, sentido Limeira.

“O Guarani Futebol Clube lamenta profundamente o ocorrido e coloca-se inteiramente à disposição dos familiares e amigos. Não existem palavras para expressar o que estamos sentindo”, publicou o time de Campinas em seu site oficial, logo após receber a notícia da trágica morte de seu atleta.

De acordo com informações da AutoBan, concessionária que administra o trecho da rodovia, o veículo do jogador capotou, atravessou o canteiro central e foi parar na pista de sentido oposto. Não chovia na hora do acidente e nenhum outro veículo foi envolvido.

Wallace começou a carreira nas categorias de base do Vitória, clube onde se profissionalizou em 2015. Este ano, ele foi emprestado ao Guarani para a disputa da Série A2 do Campeonato Paulista e também da Série B do Campeonato Brasileiro.

Outros jogadores que morrem na estrada

Não é raro jogadores de futebol sofrerem acidentes na estrada e muitas vezes acabarem perdendo a vida. Um outro goleiro a perder a vida nas estradas do interior de São Paulo foi Alexandre, logo após a conquista do primeiro título da Copa Libertadores do Tricolor em 1992.

Reserva de Zetti, ele se acidentou no dia 18 de julho, na rodovia Castello Branco.

O Tricolor viria a perder outro goleiro em 2006, quando Weverson, quarto goleiro do time profissional, morreu em um acidente que também vitimou a jogadora de vôlei do Osasco Natalia Lane. No carro, também estava Bruno, terceiro goleiro do clube – abaixo apenas de Rogério Ceni e Bosco -, que acabou tendo um gravíssimo deslocamento na coluna, lhe deixando tetraplégico. Mesmo com as limitações, Bruno não abandonou a vida esportiva e atualmente é um velejador paraolímpico.

O caso mais famoso de morte de um jogador de futebol por conta de um acidente de carro foi o de Denner, ocorrido em abril de 1994. Com um futuro promissor pela frente, o atacante da Portuguesa, que estava emprestado ao Vasco, morreu, quando o seu carro, dirigido pelo amigo Oto Gomes, perdeu a direção e chocou-se com uma árvore na Lagoa Rodrigo de Freitas. Ele, que estava dormindo no banco do passageiro, acabou sufocado pelo cinto de segurança. #PaixãoPorFutebol