O meia Hernanes praticamente já se despediu do elenco do São Paulo nesta sexta-feira (4). O jogador possui um contrato com o clube chinês Hebei Fortune e uma cláusula exige a volta do atleta agora em janeiro. O jogador e diretoria compreendem que se ficasse até o meio do ano pelo menos aumentaria gradativamente sua chance de estar na lista final para a Copa do Mundo na Rússia em junho.

Hernanes avalia que o dever foi cumprido. Entretanto, a mágoa por não continuar no São Paulo é grande. O jogador, se ficasse, jogaria o Campeonato Paulista e o começo do Brasileirão até o meio do ano. Porém, não quer descumprir um contrato de longo prazo feito com o clube chinês.

Diretoria

As tentativas feitas pela diretoria do São Paulo não conseguiram segurar um dos principais jogadores do elenco. O clube chinês se mostrou irredutível nas propostas feitas para Hernanes ficar. Existe uma pequena chance do meia retornar ao clube que lhe consagrou. Porém, mesmo que remotas, o jogador irá falar pessoalmente com o técnico e principalmente a diretoria explicando o desejo e vontade de continuar pelo menos até o meio do ano.

Um dos destaques do São Paulo na luta contra o rebaixamento no ano passado, Hernanes [VIDEO] arrumou a casa e ajudou o clube a sair da situação em que enfrentava até o fim do primeiro turno. Os gols e passes deram o equilíbrio necessário para que o objetivo maior fosse alcançado: se livrar de vez do Z-4. O jogador, era a espinha dorsal do meio de campo.

Atuou em todos os jogos do time fez com que o Tricolor paulista ganhasse como prêmio uma vaga na Copa Sul-Americana este ano.

Hernanes na Copa

O desejo do jogador era continuar no São Paulo para que possa ter uma chance com o técnico Tite na lista final da Seleção Brasileira para a Copa do Mundo. Entretanto, as chances de estar jogando em uma liga menos competitiva diminuem a possibilidade. O que motiva o jogador é que Tite está observando o rendimento de todos os jogadores de qualquer lugar do mundo, como Renato Augusto e Diego Tardelli.

Uma forma de encarar essas mudanças é jogando em alto nível independente do campeonato em que disputa para, assim, poder concorrer de frente com outros jogadores da mesma posição. O jogador, que estava na Juventus (Itália), aceitou a oferta do clube chinês porque entendia que não estava sendo escalado da maneira, segundo ele, correta. Por isso, aceitou o desafio de jogar em uma liga menos tradicional, como a chinesa.