Em uma partida em que saiu tudo errado, o técnico Jair Ventura sofreu sua primeira derrota no comando do Santos ao ver seu time ser batido por 1 a 0, pelo Bragantino, nesta segunda-feira (22), na Vila Belmiro, pela segunda rodada do Campeonato Paulista. Apesar do resultado negativo, o treinador preferiu não apontar culpados e saiu em defesa de seus jogadores.

“Depois de um 3 a 0 na estreia fora, perder em casa é algo que não queríamos”, disse o técnico em entrevista coletiva concedida após a partida.

O treinador negou ainda qualquer tipo de “salto alto” da equipe após o bom resultado em Lins, lembrando que o time contra o Bragantino criou oportunidades, mas não conseguiu marcar. Para ele, agora é “juntar os cacos” e seguir em busca dos objetivos traçados, que primeiro é conseguir a classificação e depois o primeiro lugar do grupo. Apesar da derrota, os resultados da rodada ajudaram e o Peixe segue líder do grupo D com três pontos ganhos.

O time do litoral até teve a oportunidade de sair de campo com pelo menos um ponto, não fosse o pênalti desperdiçado por Rodrigão, já nos acréscimos do segundo tempo. O jogador foi defendido por Jair Ventura. “Não vou expor falhas individuais, é esporte coletivo. Perdemos e vencemos juntos”, pontuou o treinador.

O técnico também saiu em defesa do veterano Renato, que também foi muito criticado pelos torcedores, destacando o preparo físico do jogador.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol Santos

“Renato é privilegiado. Não é pela idade. Há meninos atrás dele fisicamente”. Ele também teceu elogios aos garotos da base, principalmente para Rodrygo, que entrou no decorrer da partida e o qual classificou como diferenciado, mas pregou cautela sobre lançá-lo como titular. “Tem mostrado muito talento, é diferenciado. Temos que lançar com calma”, avaliou.

Já o zagueiro David Braz não poupou críticas à arbitragem, que anulou um gol legítimo de Arthur Gomes, no início do segundo tempo, quando o jogo ainda estava 0 a 0.

“Normal, todo ano é assim. Esse aí, então, nem se fale”, disparou o defensor. Outro lance que gerou reclamação aconteceu aos 19 minutos do segundo tempo, quando Copete foi empurrado dentro da área pelo zagueiro Lázaro e a arbitragem não marcou nada.

O elenco santista começa a “juntar os cacos” nesta terça-feira (23), quando fará sua reapresentação no CT Rei Pelé. O próximo compromisso será quinta-feira (25), em Campinas, contra a Ponte Preta, pela terceira rodada do Campeonato Paulista.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo