O Palmeiras se reapresentou ontem e já treinou com bola nesta quinta-feira (4). O elenco está se preparando para encarar o Santo André, dia 17, no Allianz Parque [VIDEO], em São Paulo. O jogo é válido pela estreia no Campeonato Paulista 2018, título que deve ser um dos objetivos do Verdão no ano. A última conquista estadual veio em 2008, ainda sob o comando do técnico Vanderlei Luxemburgo. Na ocasião, o meia Valdívia foi um dos grandes destaques do elenco que levantou a taça.

Muita coisa mudou em dez anos. Uma delas é a qualidade administrativa e financeira conquistada com o Allianz Parque, inaugurado em 2014, e a confiança da torcida palmeirense que abraçou com muita força o Avanti, programa de sócio torcedor.

Somado a esses fatores, a Crefisa/FAM é o maior patrocínio do Futebol brasileiro. Só em 2017, foram despejados mais de R$ 100 milhões nas contas palmeirenses, tirando reforços como Miguel Borja que custou R$ 30 milhões, por exemplo. Fora outros investimentos feitos pela empresa no clube social e na Academia de Futebol, a mais moderna e bem equipada do país.

Em 2017, mesmo com diversos investimentos e reforços, o Verdão passou em branco. E para complicar ainda mais o ano palestrino [VIDEO], o rival Corinthians, sem muitas injeções financeiras, faturou dois títulos: o Paulista e o Brasileiro. O sucesso rival ajudou a maximizar as críticas dos torcedores que se tornaram ainda mais exigentes.

Torcida fica na bronca

Uma das reclamações dos torcedores é com o excessivo uso de recursos para obtenção de jogadores e o não aproveitamento de jogadores da base.

Thiago Martins, por exemplo, recebeu muitos elogios quando foi acionado e precisou jogar. Mostrou personalidade e segurança na visão de muitos palmeirenses. Com a chegada de Emerson Santos, do Botafogo-RJ, o zagueiro que veio da base deve perder espaço e ser negociado.

A diretoria do Palmeiras, sob o comando de Alexandre Mattos, estuda algumas propostas por Thiago Martins. Além dele, Mattos também estuda propostas pelo meia Hyoran. Ambos não tiveram espaço no time no ano passado e são ativos que serão negociados, só não se sabe certamente os clubes.

Nas redes sociais, muitos palmeirenses são contra a negociação de Thiago. A justificativa é que ele tem condições de brigar para ser titular. É grande a possibilidade da dupla de zaga ser formada por Edu Dracena e Emerson Santos, com Antônio Carlos no banco. Yerry Mina deve viajar e se acertar com o Barcelona. Thiago Martins seria reserva e lutaria pela vaga e pela sua oportunidade.

E você, torcedor? O que pensa sobre isso?