O #Palmeiras venceu o Botafogo-SP pelo placar de 1 a 0 pela segunda rodada do Campeonato Paulista. O jogo foi realizado no Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto, e debaixo de um calor enorme.

A alta temperatura de fato atrapalhou as duas equipes. O Palmeiras, ainda em ritmo de pré temporada, sofreu mais. Logo nos primeiros cinco minutos já era possível perceber suor fora do normal nos atletas, que se hidratavam sempre que passavam pela linha de campo próxima ao banco de reservas.

O técnico Roger Machado manteve a mesma formação do duelo contra o Santo André. Borja iniciou a partida como titular novamente, mas diferente do que aconteceu na semana passada, o colombiano foi melhor.

Marcou gol após assistência de Willian e deu bons passes. Dudu foi criticado por palmeirenses nas redes sociais após ter perdido dois gols. Mas o atacante tem muito mais torcedores à seu favor do que contra.

A vitória deixou o Palmeiras líder do grupo C do Paulistão. Dia 1 de março tem estreia pela Libertadores, e o Alviverde ainda não sabe quem será o adversário. Sairá da pré Libertadores, que começa nesta segunda-feira.

Vai ser emprestado de novo

Quando chegou, Roger pediu para a diretoria reintegrar o argentino Allione. Emprestado ao Bahia, seu retorno foi solicitado. Animado, treinou normalmente e esperou pela oportunidade. O primeiro tombo do jogador foi a não inscrição para o Estadual. Empresários mostraram insatisfação e pioraram ainda mais o cenário.

O time de Salvador tentou contato com o Palmeiras para demonstrar o interesse em novo empréstimo.

Allione [VIDEO] gostou da nova proposta e aguarda o Palmeiras liberar. Machado tem reunião com a diretoria nesta terça-feira e deverá definir os rumos do negócio. Os valores não foram confirmados.

Mais reforços

O Verdão também está atrás de mais reforços [VIDEO] para a temporada. Os nomes de um zagueiro e um atacante estão sendo comentados nos bastidores. Sobre o defensor, ninguém sabe. Já o atacante pode ser Ricardo Goulart, do Evergrande, da China. Alexandre Mattos, executivo de #Futebol, relatou recentemente que não tinha condições de repatriar o jogador por conta dos altos salários e do valor que os chineses pediram pela transferência. Mas o discurso do executivo foi o mesmo em relação à Miguel Borja. Na época, Mattos bateu o pé e disse que seria 'improvável' a contratação do então jogador do Atlético Nacional. Dias depois foi confirmado no site oficial palmeirense.

Não tem prazo para bater o martelo. Mas quanto antes, melhor para o técnico palmeirense. #Mercado da bola