A maioria das pessoas associa dinheiro e esporte aos jogadores de futebol, especialmente atletas de alto nível como Cristiano Ronaldo, Lionel Messi [VIDEO], #Neymar e as grandes fortunas árabe, russa e americana que controlam a elite do futebol europeu. O mais curioso é que existe uma exceção a essa conhecida regra e pode surpreender quem pensa dentro desse paradigma, já que o #jogador mais rico do mundo pertence à família do sultão de Brunei.

O protagonista em questão é Faiq Bolkiah, sobrinho do sultão de Brunei, Hassanal Bolkiah, possuidor de uma fortuna avaliada em cerca de 20 bilhões de dólares (65 bilhões de reais), uma enorme quantia que está deixando o rapaz famoso ao redor do mundo.

Brunei é um país localizado na região Sudeste da Ásia e conta atualmente com cerca de 400 mil habitantes.

Apesar da grande fama e fortuna de Lionel Messi, Cristiano Ronaldo [VIDEO], Neymar e alguns outros, um jogador da reserva do time Leicester é oficialmente o jogador de futebol mais rico do mundo.

O pai ostentador

Para ter uma ideia da riqueza de sua família, só é preciso olhar para o pai, Jefri. O irmão do Sultão do Brunei, que é o chefe da agência de Investimentos do país, supostamente teria gasto cerca de 35 milhões de euros (135 milhões e reais) em um único mês em carros, relógios, canetas de ouro branco, de acordo com levantamentos realizados pelo site do jornal inglês Mirror.

O periódico aponta que o também afortunado pai do jogador Faiq Bolkiah tenha aproximadamente 2,3 mil carros em sua coleção pessoal, incluindo Bentleys, Ferraris e Rolls-Royces.

Sua ostentação já chegou ao ponto de pagar Michael Jackson realizar um show privado para o seu aniversário de 50 anos.

Jefri teria pagado ao falecido rei do pop americano cerca de 12 milhões de libras esterlinas (quase 50 milhões de reais) pela apresentação e até construiu um estádio inteiro para o suntuoso evento, como pode ser visto uma foto dele com o cantor em sua conta pessoal no Instagram.

A carreira no futebol

Bolkiah jogou na Inglaterra há algum tempo e começou sua carreira esportiva na base do time AFC Newbury. Em 2009, entrou para o time do Southampton. Depois de não ter conseguido firmar um contrato com a equipe, passou por outros grandes times ingleses, como o Chelsea e Arsenal. O jovem jogador chegou a competir com os “Gunners” em 2013 no Lion City Cup e até emplacou um gol na competição.

Quando viu seu talento, o Chelsea ofereceu ao jogador um acordo de dois anos para representar a equipe. Mas, depois de apenas um ano, Bolkiah partiu para se juntar ao Leicester em um contrato de três anos.

Apesar de ter nascido em Los Angeles, nos Estados Unidos, Bolkiah optou por jogar pelo país de sua família, o Brunei, e já representou o país nove vezes, marcando somente um gol pelo time. Mesmo sendo um pouco mais tolhido que seu pai ostentador, Faiq posta com frequência em suas redes sociais e chama atenção por ter tigres como bichos de estimação.

#Futebol Internacional