O Palmeiras tem um elenco considerado de 30 jogadores titulares. Por conta disso, o técnico Roger Machado tem uma grande indecisão para estabelecer qual a equipe titular para atuar nos jogos do Verdão.

Todos têm a ciência de que o Palmeiras ainda não fechou seu elenco para 2018, pois, mesmo com um time recheado de jogadores de qualidade, o palmeirense ainda sente falta de uma boa referência na zaga.

Contudo, o diretor de Futebol foi atrás de um atleta para a posição.

O zagueiro colombiano Yerry Mina saiu do Palmeiras para reforçar o Barcelona, da Espanha, em um ótimo negócio feito pela diretoria alviverde, onde o atleta já ia ser negociado para o clube espanhol e ganhou uma boa quantia para liberá-lo antes do combinado.

Reforço genial

Dentre os zagueiros que estão livres no mercado, o diretor Alexandre Mattos foi procurar aqueles que podem fazer uma boa temporada no Palmeiras e ter potencial para comandar a linha defensiva do clube palmeirense.

Muitos nomes chegaram a ser especulados no alviverde. Dentre eles estão Geromel, Gil e Miranda, mas o trio não avançou nas negociações e foram impossibilitados de jogarem no Palmeiras na temporada de 2018.

O objetivo de Alexandre Mattos é trazer um nome de peso para colocar mais respeito na zaga, assim como Mina fazia. A única referência do momento é o atleta Edu Dracena, que não atua mais como titular.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol Palmeiras

Por conta disso, a diretoria do Verdão foi buscar atletas de outras nacionalidades, exatamente por não ter um brasileiro de qualidade livre no mercado. No entanto, o nome que surgiu foi do argentino Gustavo Gómez, jogador que pertence ao clube italiano Milan.

Quantia oferecida

Na Itália, o jogador não vem sendo muito utilizado, e é desejo do clube europeu negociá-lo, já que ele é jovem e ainda pode render em um bom clube da América do Sul.

A oferta do alviverde é de 7 milhões de euros, quantia menor do que a pedida pelo clube italiano, porém, é o máximo que o Palmeiras pode oferecer por um atleta desta posição. Isso porque, caso ultrapasse em demasia, não será válida a ida prematura de Mina para o Barcelona.

Se o zagueiro custar mais do que o Palmeiras ganhou para liberar Mina ao Barça, o negócio que era bom pode se tornar frustrante.

Por conta disso, a oferta foi lançada, e como o jogador tem poucas boas ofertas, o Milan pode aceitar a proposta alviverde.

Com essa quantia, o Palmeiras teria 80% dos direitos econômicos do jogador.

O jogador também interessa ao clube argentino Boca Juniors, rival do Palmeiras na Copa Libertadores da América.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo