O #Palmeiras começou a temporada 2018 literalmente voando. Já são quatro vitórias em quatro jogos pelo Campeonato Paulista. Na temporada, três torneios importantes ainda vão começar: Copa Libertadores da América, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro.

A diretoria ressaltou ainda no fim da temporada passada que não pretende mais priorizar torneio algum. Ou seja, todos os campeonatos serão disputados com força máxima e a mesma seriedade. O Paulistão não vem para Palestra Itália desde 2008 quando o técnico ainda era Vanderlei Luxemburgo. Na época, Valdívia fez ano impecável e ajudou a garantir o último estadual palestrino.

De lá para cá Santos, Corinthians e Ituano compartilharam as taças.

Com diversos reforços à disposição, o técnico Roger Machado entende que alguns atletas merecem atenção especial. Um dos jogadores que Machado fala é Miguel Borja. O jogador colombiano tem bons números: tem cinco finalizações, uma à menos que Dudu. Com nova postura pedida pelo técnico, Borja também volta para marcar e desarma muito. Só perde para Felipe Melo, volante que tem essa função específica.

Borja não tem conseguido marcar. Órgãos de imprensa e comentaristas criticam o jogador ao fim de cada partida [VIDEO], influenciando ainda mais na opinião de vários torcedores, que inflamam as críticas via redes sociais. O colombiano está brigando em campo, mas não está conseguindo êxito na sua principal função.

Visando evitar que o jogador seja queimado, a diretoria do Palmeiras adotou a postura de blindá-lo.

Roger Machado [VIDEO] deve escalá-lo como titular nas próximas partidas e tentará fazer com que ele consiga marcar gols e fazer papel de centroavante. A principal justificativa interna para a fase do jogador é que Cuca, ex-técnico do clube, escalava errado e tentava fazer com que Borja fosse o substituto de Gabriel Jesus, atualmente no Manchester City.

O meio-campo palmeirense cria bastante, principalmente após a chegada de Lucas Lima. A esperança é que com Gustavo Scarpa no time as coisas sejam ainda melhores para Borja. O jogador custou R$ 35 milhões e o Verdão não quer desperdiçar tal recurso.

No próximo domingo, Palmeiras e Santos se enfrentam pela quinta rodada do Campeonato Paulista. O jogo será no Allianz Parque e mais de 28 mil ingressos já foram vendidos de forma antecipada. O Verdão é o clube que mais conseguiu receita advinda de bilheteria no Brasil, seguido pelo Cruzeiro, atual Campeão da Copa do Brasil. #Futebol #Mercado da bola