Gustavo Scarpa voltou a ser ausência [VIDEO] do treino do Fluminense nesta quinta-feira (4) [VIDEO]. O jogador, que tem contrato com o clube até 2020, que já não havia se apresentado na véspera segue com paradeiro ignorado e não deu sequer satisfação para o clube. Por conta disso, o novo diretor de Futebol do clube, Paulo Autuori, decidiu se manifestar e mandou um recado para o jogador.

Ainda nas férias, Autuori tentou – sem sucesso- fazer contato com o atleta.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Futebol

“O Gustavo Scarpa é jogador do Fluminense e, como tal, nós esperamos que ele se apresente”, disse o dirigente que também elogiou o nível intelectual do jogador e espera que jogador tenha gratidão pelo clube.

“Gratidão é uma coisa importante para qualquer ser humano”, opinou.

Questionado por jornalistas, Autuori diz não temer uma ação judicial por parte do jogador, uma vez que o mesmo encontra-se com salários atrasados e poderia usar isso como pretexto para tentar deixar o clube, a exemplo do que o lateral Zeca tentou fazer com o Santos, em novembro. “Não tememos absolutamente nada. A partir do momento que você está com as coisas claras com os jogadores”, cravou. Autuori afirmou que o clube irá cumprir seus compromissos ainda neste mês de janeiro.

O dirigente não descartou uma negociação com o atleta, o que põe em dúvida sua participação na Florida Cup. Ele ainda reforçou que não foi culpa do Fluminense, ou do clube interessado em sua contratação, o fato das negociações para que o jogador deixasse as Laranjeiras não foram para frente.

“E não foi nem pelo Fluminense, e tampouco pela outra instituição que o negócio não aconteceu”, afirmou.

Já que a culpa não foi dos clubes, ele foi questionado de quem então era a responsabilidade pelo insucesso das conversas, incluindo o próprio jogador. “Aí você pergunta a ele e a seus representantes”.

Novidades no treino

Se Gustavo Scarpa não deu mais uma vez as caras no treino do Fluminense, os trabalhos tiveram três novidades. Os jogadores Marlon, Wendel e Pablo Dyego se juntaram ao grupo comandado pelo técnico Abel Braga.

No início da semana chegou a ser anunciado que Wendel viajaria para Portugal, onde faria exames médicos para fechar com o Sporting, porém as negociações se complicaram e ele seguirá treinando no clube.

Já Marlon teve seu empréstimo junto ao Criciúma ampliado em mais uma temporada, enquanto que Pablo Dyego retornou de seu empréstimo ao San Francisco Deltas, que disputa a NALS, uma espécie de segunda divisão nos Estados Unidos.