O #Mercado da bola está agitado, faltando poucos dias para o início dos campeonatos estaduais. Nesta segunda-feira (8), surgiu a informação de que o São Paulo está interessado no atacante Robinho [VIDEO].

Sem clube desde que deixou o Atlético-MG em dezembro, #Robinho teve seu nome aprovado nos bastidores do #São Paulo. De acordo com informações do Globoesporte.com, a diretoria consultou a comissão técnica e teria recebido um 'ok' de Dorival Júnior e sua equipe.

Novos métodos

A diretoria do São Paulo [VIDEO] tem trabalhado de forma diferente desde que o diretor executivo Raí assumiu o cargo. Para ir ao mercado buscar um jogador, toda a equipe (diretoria e comissão técnica) devem aprovar juntos o nome.

Aconteceu isso com Robinho, por isso o clube saiu a procura do atacante para tentar com ele, em 2018. Resta saber o que o estafe do atacante de 33 anos pensa da ida dele para o Tricolor.

Para a próxima temporada, o São Paulo já acertou as contratações do goleiro Jean, ex-Bahia, e do atacante Diego Souza, ex-Sport.

Concorrência

Aos 33 anos, Robinho perdeu mercado no futebol mundial e também no futebol brasileiro. Depois de uma temporada medíocre no Atlético-MG, o jogador não teve seu contrato renovado.

Além do interesse do São Paulo, circula a informação de que o Santos, onde o atacante foi revelado em 2002, também gostaria de contar com ele para a próxima temporada.

Robinho foi revelado pelo Peixe e passou por lá em 2010 e entre 2014 e 2015. Se retornar ao Santos, será a quarta ida ao time da Vila Belmiro.

É fato que o jogador se sente em casa na equipe alvinegra e isso pode pesar na decisão.

Polêmicas e carreira

Robinho está no centro de uma situação bastante perigosa. Recentemente, o atacante foi condenado a nove anos de prisão em primeira instância por violência sexual na Itália.

A defesa de Robinho vai recorrer da decisão da Justiça italiana, mas a situação é deliciada. O jogador foi acusado de abusar sexualmente de uma mulher durante uma festa.

Robinho defendeu o Milan entre 2010 e 2014. Os italianos foram o terceiro time do atacante na Europa. Antes de chegar ao futebol italiano, ele defendeu o Real Madrid, entre 2005 e 2008, e o Manchester City entre 2008 e 2010.

O atacante foi revelado pelo Peixe em 2002, quando conquistou o Campeonato Brasileiro e encerrou uma fila de títulos importantes da equipe alvinegra. Em 2005, deixou a equipe brigado com a torcida, após negociações difíceis com o Real Madrid.

Pela Seleção Brasileira, onde jogou entre 2002 e 2017, marcou 30 gols e mais de 100 partidas disputadas.