O técnico Roger Machado assumiu o Palmeiras para iniciar o projeto de uma temporada 2018 vitoriosa, na qual o clube investiu muito e está querendo desfrutar dos grandes reforços contratados para as temporadas de 2016, 2017 e 2018, assim ganhando títulos importantes.

O grande objetivo alviverde é conquistar a Copa Libertadores da América e também a Copa Mundial de Clubes, mas, para isso, além de um elenco galático, o clube também tem que ter um treinador que saiba impor estes jogadores em um esquema que funcione de forma eficaz durante as competições importantes deste ano.

Portanto, o diretor de futebol Alexandre Mattos escolheu Roger Machado como o seu homem de confiança para assumir a equipe nesta temporada e conseguir ministrar de forma eficaz o projeto palmeirense para o ano de 2018.

Aceitação da torcida

A torcida alviverde vem apoiando o treinador, apesar de não ter se acertado muito com ele no início da temporada, tendo como preferência Jair Ventura ou Abel Braga, mas após assumir o cargo e escolher jogadores titulares de acordo com o que a torcida também gostaria, o treinador começou a ser apoiado.

O técnico caiu nas graças do torcedor quando escolheu Jailson para começar a temporada como titular, assim jogando o Campeonato Paulista e deixando Fernando Prass e Weverton no banco de reservas, ato muito elogiado pela torcida que achou que a decisão seria diferente.

Além de escolher o time titular, outra responsabilidade do treinador é estabelecer quem será o capitão da equipe, e este é totalmente importante para a campanha, já que ele é o comandante número dois, aquele que comanda dentro de campo, onde o treinador não pode entrar para organizar o time.

O capitão é o homem de confiança do treinador, por este motivo que muitos optam por escolher os mais experientes, mas Roger Machado foi diferente e deixou Dudu como o grande capitão da equipe, contando com o fato de que o atleta é apenas um jovem de 26 anos.

Sabe lidar com a pressão?

É evidente a doação do atleta dentro de campo durante os jogos do Palmeiras, por conta disso o treinador viu que, na hora do jogo, não há ninguém que tem mais sangue quente do que ele e que não poupa amizades para dar duras em seus companheiros [VIDEO].

O atacante é ídolo do Palmeiras e recusou diversas propostas de clubes turcos e chineses, para ganhar uma fortuna, em troca de continuar defendendo o Palmeiras e cair, cada vez mais, nas graças da torcida [VIDEO].