Mais um jogador está deixando o time do Santos [VIDEO]. Imaginando que terá poucas oportunidades na equipe do técnico Jair Ventura – é apenas a sétima opção para a zaga -, o argentino Fabián Noguera será emprestado ao Estudiantes, da Argentina, até o fim desta temporada, que ficará encarregado de pagar a maior parte dos vencimentos do atleta. O clube, por sinal, será um dos adversários do Peixe na Copa Libertadores da América.

Na temporada passada, o jogador, que já está integrado ao novo clube, já havia sido pouco aproveitado pelos três técnicos que por lá estiveram. Foram apenas nove partidas disputadas e para este ano o cenário não era nada animador, uma vez que Jair Ventura [VIDEO] já conta com David Braz, Lucas Veríssimo, Luiz Felipe, Clube (que ia ser emprestado, mas ficou a pedido do treinador), Matheus Guedes e Gustavo Henrique.

Os duelos entre #Santos e Estudiantes acontecem nos dias 5 de abril, em La Plata, na Argentina, e em 24 de abril, no Pacaembu ou Vila Belmiro. Além dos dois times, o grupo ainda conta com Real Garcilaso, do Peru, e uma equipe que virá das fases preliminares, podendo ser a Chapecoense.

Enquanto a Libertadores não começa, o Santos fica suas atenções no Campeonato Paulista, no qual volta a jogar nesta quinta-feira (25), quando irá até Campinas encarar a Ponte Preta.

Gabigol chegando

No final de semana uma notícia dando conta que o Benfica poderia complicar a vinda de Gabigol para o Santos causou preocupação ao torcedor santista. Nesta terça-feira (23), porém, o clube português e a Inter de Milão acertaram a liberação do jogador, ele está mãos perto da Vila Belmiro e o acordo pode ser sacramentado nas próximas horas.

Esta era a última pendência que até então impedia a repatriação do jogador, restando agora o alvinegro acertar os últimos detalhes com o clube italiano para poder ser assinado o contrato de empréstimo. O jogador, inclusive, já tem a camisa 10 reservada para quando foi inscrito no Campeonato Paulista.

Ídolo demitido

Nesta terça-feira (23), Clodoaldo, tricampeão mundial com a Seleção Brasileira e ídolo do Santos na década de 1970, foi demitido do clube. Desde maio de 2016 ele atuava como ocupava o cargo de consultor executivo administrativo e havia sido contratado pelo ex-presidente Modesto Roma Júnior.

O anúncio da demissão foi divulgado através de um comunicado oficial emitido pelo clube. Nele, a diretoria agradece aos serviços prestados e deseja sorte ao ídolo, que entre os anos de 1966 e 1980 disputou com a camisa do Peixe 510 jogos e marcou 13 gols. #Futebol #Mercado da bola