O técnico Jair Ventura [VIDEO] foi contratado no final do ano passado pelo Santos [VIDEO], mas a demora por sua apresentação oficial se deveu a uma pendencia junto ao Botafogo. O clube carioca cobrava uma multa de cerca de 800 mil reais para liberar o profissional e, atravessando dificuldades financeiras, o clube paulista estudava uma forma de quitar esse débito. Mas uma solução foi encontrada.

Nesta quarta-feira (3), finalmente o treinador assinou sua rescisão com o time carioca. A multa rescisória será paga de forma parcelada e o valor, segundo noticiado pelo portal de notícias Globo Esporte, cairá pela metade devido ao abatimento de férias, 13º salário e premiações atrasadas.

O acordo não teve a participação do #Santos e pessoas próximas ao treinador garantem que será o clube paulista que arcará com os valores, divididos em duas vezes.

Agora livre do vínculo do ex-clube, Jair Ventura será apresentado oficialmente nesta sexta-feira (5). Junto com ele também virão o auxiliar Emílio Faro e o preparador físico Ednilson Sena, que já trabalhavam com ele no Rio de Janeiro. O primeiro treino está marcado para esta quinta-feira (4), mas será fechado para a imprensa.

O novo comandante terá pouco tempo para trabalhar, uma vez que a estreia do Santos no Campeonato Paulista está agendada para o dia 17 de janeiro, contra o Linense, fora de casa. No entanto, o principal desafio de Jair neste primeiro semestre será a fase de grupos da Copa Libertadores da América.

Por enquanto, o novo treinador viu mais jogadores tomarem a porta de saída do que a de entrada.

De reforço mesmo, por enquanto só chegou o lateral Romário, vindo do Ceará. Por outro lado, Ricardo Oliveira, Kayke e muito provavelmente Zeca não estarão mais na Vila Belmiro.

Um chega outro sai

Também nesta quarta-feira (3), o Santos anunciou oficialmente a saída de Elano, que dirigiu o time nas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro. O ex-jogador deixou uma mensagem de despedida nas redes sociais.

“Mais um ciclo que se encerra no Santos, mas não termina! Foi uma honra e um orgulho defender o clube que amo”, escreveu em sua conta no Instagram. Ele dirigiu o Peixe nas sete últimas rodadas do Brasileirão, obtendo três vitórias, um empate e sofrendo três derrotas. Como jogador, ele foi campeão brasileiro em 2002 e 2004, além de ganhar a Copa Libertadores da América em 2012.

Quem também se despediu do clube foi Marcelo Fernandes. Com ele, o Santos foi campeão paulista na temporada 2015, ao derrotar o Palmeiras na decisão. #PaixãoPorFutebol #Mercado da bola