O Santos corre contra o tempo para não perder o lateral-esquerdo Zeca, que briga na Justiça por sua liberação, de graça, e para isso usa o acordo verbal que o jogador já tem com o Flamengo para conseguir algumas peças para seu elenco, além de uma quantia em dinheiro.

Publicidade
Publicidade

O clube carioca ainda não oficializou a contratação por receio de a sentença ser favorável ao Peixe, e consequentemente perder o atleta ou ter que pagar a multa estipulada pelo alvinegro.

Dentre os jogadores envolvidos no negócio, um deles pode cair como uma luva no elenco santista, após uma debandada de atacantes no final do ano passado, e ainda não ter fechado com nenhum, apesar de muitas conversas e sondagens.

Segundo apuração do portal UOL Esporte, o atacante Felipe Vizeu é um dos que podem ser oferecidos ao clube paulista.

Felipe Vizeu pode ir parar na Vila Belmiro
Felipe Vizeu pode ir parar na Vila Belmiro

O jogador agrada ao novo técnico Jair Ventura. Além dele, outro atleta também – ainda a ser escolhido -, viria para o Santos, além de uma parcela em dinheiro.

Os valores pedidos pelo Santos foram mantidos em sigilo e não foi acertado se os atletas viriam de forma definitiva ou se seriam apenas emprestados, e essa decisão dependeria do montante que o Rubro-Negro despejasse nos cofres santistas. A diretoria faz questão de receber uma parte em dinheiro.

Publicidade

Um fato que pode complicar a vinda do atacante para o Santos foi o interesse do Independiente da Argentina por ele. Segundo informações do comentarista da ESPN Brasil, Jorge Nicola, o Rei de Copas estaria disposto a desembolsar 3 milhões e meio de dólares, cerca de 11 milhões e meio de reais, pelo flamenguista.

Briga na Justiça

Em novembro do ano passado, Zeca moveu uma ação na Justiça para deixar o time do Santos. Na ocasião, ele alegou que o clube devia salários e estava atrasando o recolhimento do FGTS, porém o Santos negou o fato e o pedido do jogador foi, em um primeiro momento, negado.

O jogador conseguiu se desvincular através de um Habeas Corpus, alegando que tem o direito de escolher onde morar e trabalhar. Ele conseguiu uma liminar, porém a decisão não diz que o Santos é o culpado da decisão. Isso torna difícil a anulação da multa rescisória.

Cada lado corre com um recurso. O jogador recorre das decisões que negaram sua rescisão por atrasos em pagamentos, enquanto que o clube, por sua vez, quer derrubar a liminar no Habeas Corpus.

Publicidade

Ainda não existe data para o julgamento dos recursos e no atual cenário qualquer desfecho é possível. Mesmo o jogador sendo liberado através do Habeas Corpus, sem conseguir provar os atrasos, ele ou clube que o contratasse teria que arcar com o pagamento da multa rescisória, estipulada em 150 milhões de reais.

Leia tudo