Os corintianos têm três jogadores para torcer para voltarem a ver um atleta do clube disputando uma #Copa do Mundo, o que não acontece desde 2006, na Alemanha. E há, ainda, craques de outros clubes de São Paulo [VIDEO] que brigam para ir para Rússia. Na Copa de 2006, o técnico Carlos Alberto Parreira levou o meia Ricardinho do Timão, que foi uma de suas opções no banco de reservas. Para o Mundial da Rússia, os jogadores do Corinthians [VIDEO] que poderão estar vestindo a amarelinha são Cássio, Fagner e Rodriguinho. Todos eles tiveram chances com Tite ao longo de 2017 e disputam, a exemplo do que aconteceu com Ricardinho, uma vaga entre os reservas.

Ricardinho na Alemanha

Na Copa do Mundo da Alemanha, Ricardinho entrou em campo em duas oportunidades, ambas no segundo tempo. Sua estreia aconteceu na primeira fase do torneio, no terceiro jogo da #Seleção Brasileira, contra o Japão. A equipe de Parreira venceu de virada por 4 a 1, com gols de Ronaldinho Fenômeno (2), Gilberto e Juninho Pernambucano. Ricardinho entrou aos 26 minutos do segundo tempo no lugar de Ronaldinho Gaúcho, quando o jogo já estava 3 a 1. No jogo seguinte, pelas oitavas de final, contra Gana, Ricardinho voltou a campo. O Brasil venceu por 3 a 0. Desta vez entrou aos 38 minutos da segunda etapa no lugar de Kaká. O time de Parreira já vencia por 2 a 0 com gols de Ronaldinho Fenômeno e Adriano. Um minuto depois da entrada de Ricardinho, a equipe canarinho fez o terceiro, com Zé Roberto.

O Brasil acabou eliminado nas quartas de final pela França, após derrota por 1 a 0, gol de Henry.

Cássio

Apesar de ser entre os três corintianos que disputam uma vaga para a Copa o que parece estar mais perto de ir para a Rússia, o goleiro Cássio foi o que menos atuou sob o comando de Tite na equipe canarinho. O goleiro alvinegro jogou apenas uma partida com o técnico. E foi justamente a sua estreia pela Seleção Brasileira. Foi na vitória por 3 a 1 sobre o Japão em amistoso realizado na França. Cássio entrou no segundo tempo. O que pesa a favor do corintiano é o seu histórico sob o comando de Tite no #Corinthians e a boa fase no Brasileirão do ano passado. Mas Cássio disputa o posto de terceiro goleiro. O titular de Tite deve ser Alisson, do Roma, e o reserva Ederson, do Manchester City. A briga do goleiro corintiano seria com Weverton (Palmeiras) e Marcelo Grohe (Grêmio).

Fagner

O lateral direito Fagner foi o corintiano que mais chances teve com Tite. Jogou três partidas sob o comando do treinador, e em todas começou como titular, sendo que em apenas uma delas foi substituído.

Foi na única derrota de Tite no comando da Seleção Brasileira, contra a Argentina, na Austrália, em jogo válido pelo Superclássico das Américas. Com Daniel Alves como dono absoluto da posição, a disputa de Fagner pelo posto de segunda opção para a lateral direita é com o ex-santista Danilo, hoje no Manchester City. Danilo ganhou pontos com o técnico pela boa atuação frente ao Japão, na vitória por 3 a 1, quando iniciou o jogo como titular e deu o passe para o gol de Gabriel Jesus.

Rodriguinho

O meia Rodriguinho é o que tem menos chances de viajar para a Rússia. Vai depender muito de Tite chamá-lo para os últimos amistosos antes da lista final dos convocados, que serão disputados em março, contra Rússia e Alemanha. Rodriguinho disputou dois jogos sob o comando do treinador na Seleção Brasileira, e em ambos entrou na segunda etapa. E o meio de campo é, provavelmente, o setor onde a briga pelas vagas de reserva da Seleção é a mais acirrada. Estão na disputa, além de Rodriguinho, o palmeirense Lucas Lima, o gremista Luan, o flamenguista Diego, e Giuliano (Fernerbahce) disputam as vagas.

Os jogos dos corintianos com Tite

Brasil 1 x 0 Colômbia (Amistoso)

Data: 25/01/2017

Local: Estádio Engenhão (Rio de Janeiro - Brasil)

Gol: Dudu

Jogo em benefício às vítimas do acidente aéreo com o time da Chapecoense ocorrido em novembro de 2016. Todos os convocados atuavam no futebol Brasileiro.

Fagner começou a partida como titular e atuou os 90 minutos.

Rodriguinho começou no banco e entrou no lugar de William Arão (Flamengo) no segundo tempo.

Brasil 3 x 0 Paraguai (Eliminatórias da Copa do Mundo)

Data: 28/03/2017

Local: Arena Corinthians (São Paulo - Brasil)

Gols: Philippe Coutinho, Neymar e Marcelo

O Brasil poderia ter vencido por 4 a 0, mas Neymar desperdiçou uma cobrança de pênalti.

Fagner, assim como em sua estreia na Seleção, começou a partida e atuou os 90 minutos.

Brasil 0 x 1 Argentina (Superclássico das Américas - Troféu Dr. Nicolas Leoz)

Data: 09/06/2017

Local: Melbourne Croclet Ground (Melbourne - Austrália)

Foi o décimo jogo de Tite no comando da Seleção Brasileira e sua primeira derrota à frente da equipe.

Fagner entrou como titular, mas, diferente de suas outras atuações com a camisa da Seleção Brasileira, foi substituído, aos 28 minutos do segundo tempo por Rafinha (Bayern de Munique)

Brasil 4 x 0 Austrália (Amistoso)

Data: 13/06/2017

Local: Melbourne Croclet Ground (Melbourne - Austrália)

Gols: Diego Souza (2), Thiago Silva e Taison

Rodriguinho, em seu segundo jogo pela Seleção Brasileira, começou novamente no banco. Entrou no lugar de Giuliano (na época defendendo o Zenit, da Rússia) aos 33 minutos do segundo tempo.

Brasil 3 x 1 Japão (Amistoso)

Data: 10/11/2017

Local Stade Pierre-Mauroy (Villeneuve-d'Ascq - França)

Gols do Brasil: Neymar, Marcelo e Gabriel Jesus

O Brasil poderia ter vencido por 4 a 1, mas Neymar perdeu uma cobrança de pênalti. Neymar também foi o único brasileiro a receber cartão amarelo na partida.

Cássio estreou pela Seleção Brasileira. Depois de ter começado no banco, entrou no lugar de Alisson (Roma) no segundo tempo. O gol do Japão, assinalado por Tomoaki Makino foi marcado sobre o goleiro corintiano.