Menos de dois meses após assumir a presidência do Santos [VIDEO], José Carlos Peres já tem que apagar seu primeiro incêndio na diretoria. Depois de muita polêmica, o executivo Gustavo Vieira de Oliveira foi desligado do cargo apenas 45 dias após sua apresentação oficial. O clube oficializou a demissão em um comunicado oficial publicado no início da noite desta terça-feira (20), em seu site.

Em uma mensagem curta, [VIDEO] que não teve mais do que três linhas, a assessoria de imprensa informou que “o clube e o profissional encontraram incompatibilidades de gestão que, neste momento, inviabilizam sua continuidade”. Também foi dito que não existem outras mudanças previstas para o departamento de Futebol.

O diretor e o presidente José Carlos Peres já não vinham se entendendo, e Gustavo se queixava da forma como o mandatário santista conduzia as negociações e também se sentia exposto a mudanças de opinião do presidente santista. Ele também reclamava das dificuldades em se comunicar com Peres.

Essas queixas foram publicadas nesta terça-feira (20), pelo portal Globo Esporte. De acordo com o canal por assinatura ESPN Brasil, ao tomar ciência dessas reclamações, José Peres decidiu encerrar a passagem do diretor na Vila Belmiro.

Havia muita discordância entre as partes, a começar pelo tempo de contrato, que havia sido combinado em três anos, mas foi fechado em dois. Outro problema que gerou desgaste foi negociações com jogadores abortadas sem que fossem dadas maiores justificativas.

Um dos casos envolvendo jogadores se deu na renovação de contrato de Victor Ferraz.

Após estar tudo certo entre o lateral-direito, seu empresário, o presidente santista e o dirigente, Peres posteriormente não deu andamento ao negócio e Oliveira se sentiu exposto perante aos demais atletas do elenco.

Outro episódio mais recente foi em relação à contratação por empréstimo do lateral-esquerdo Dodô, que inclusive já foi aprovado nos exames médicos. Há mais de uma semana, Gustavo já havia acertado com o jogador e o clube italiano, porém o caso ainda se arrasta sem uma solução. O comentário é que Peres tem dado ouvidos a pessoas de fora do departamento de futebol, que consideram o jogador “fraco” e por isso são contrárias a chegada.

Agora, o Santos busca um novo profissional para ocupar a vaga deixada por Gustavo. O nome mais forte nos bastidores é o de Sério Dimas, que atualmente está no Red Bull Brasil.