Chicão já foi jogador do Corinthians e se tornou um dos grandes ídolos da história do clube, até porque comandou a zaga no que é, talvez, o período mais vitorioso de toda a jornada do Timão no futebol, o ano de 2012, quando o time alvinegro de Itaquera conquistado a Copa Libertadores da América e, posteriormente a Copa Mundial de Clubes.

O jogador comandava a zaga do Timão e teve oito títulos durante a sua passagem entre 2008 e 2013, estes foram Série B, Copa do Brasil, dois Paulistas, um Brasileiro, uma Libertadores, um Recopa e um Mundial.

O zagueiro já anunciou sua aposentadoria e não tem mais chances de voltar ao Corinthians, mas o atleta ainda tem o grande carinho da torcida alvinegra.

Mas um fator acabou afastando o ídolo da torcida, que foi uma ação judicial movida pelo atleta contra o clube.

Entrou na Justiça

O atualmente aposentado jogador de futebol entrou na Justiça contra o clube por conta de um pagamento dos direitos de arena do período em que esteve no clube, cobrando a diferença entre 5% para 20%, pois na época o clube pagou somente 5%, sendo que o atleta tinha direito a 20%.

No entanto, o jogador ganhou a ação na Justiça e ganhou o direito de receber os 15% do clube, mas o atleta mandou um recado para a torcida.

Chicão é o segundo maior zagueiro artilheiro da história do clube com 42 gols, ficando apenas atrás de Grané, que atuou entre 1924 e 1934 pelo Timão, fazendo 50 gols, portanto a média de gols de Chicão, com a metade do tempo de atuação é bem maior, mas para não manchar esta história com a torcida do Timão, o ex-jogador afirmou que entrou na Justiça porque tinha direito. [VIDEO]

O atleta deixou evidente a sua chateação com a diretoria que não pagou o percentual total de seus direitos, mas afirma que jamais processaria o clube por uma coisa absurda, contando que somente cobrou porque não era justo ter trabalhado e não recebido o total e reafirmando que a lei respalda para que ele tome essa atitude.

Continua sendo ídolo?

É claro que uma briga judicial, ainda mais como a de Chicão, não afasta o jogador da torcida, até porque é só o corintiano se colocar no lugar do atleta e perceber que o que foi combinado tem que ser pago ao final do contrato, portanto nada apaga a história dele com o clube.

Chicão foi essencial para que o Corinthians voltasse a ser uma grande potência do futebol nacional e mundial, tendo feito uma ótima campanha no ano de 2012 e conquistado títulos inéditos, além de que o atleta também estava na campanha da Série B [VIDEO].