No último final de semana, mais precisamente no sábado (3), ocorreram as eleições para a escolha do novo presidente do Corinthians [VIDEO], tendo como vencedora a chapa encabeçada por Andrés Sanchez. Entretanto, Paulo Garcia, candidato à frente de uma das chapas concorrentes e que ficou em segundo lugar na votação, fez uma grave denúncia e acionou a Justiça, denunciando que houve fraude no processo que apurou o pleito.

O resultado apurado colocou Andrés Sanchez na presidência do clube, com 33,9% dos votos, um total de 1.235. Em segundo aparece Paulo Garcia, com 22,8%, tendo conseguido 832 votos no processo eleitoral. Em terceiro, com 22% (803 votos) ficou Antônio Roque Citadini.

Felipe Ezabella ficou em quarto, com 461 votos (12,6%) e em último, com 278 votos (12,6%), Romeu Tuma Júnior. Ao todo, foram 3.642 votos, sendo que 18 foram nulos e 13, em branco.

Em uma das votações mais disputadas já realizadas no Corinthians, o resultado final não agradou parte dos torcedores e alguns, ligados a chapas concorrentes, protestaram, arremessando copos em direção ao novo presidente, Andrés Sanchez. Alguns, inclusive, chegaram a atingir o novo dirigente do clube.

Paulo Garcia entra na Justiça denunciando fraude na eleição que colocou Andrés Sanchez à frente do clube

Não convencido do resultado ocorrido no último sábado, no que tange a escolha de Andrés Sanchez como presidente do Corinthias, Paulo Garcia, que ficou em segundo lugar na votação e Antonio Roque Citadini, o terceiro colocado no pleito, verificaram que uma das urnas havia sido adulterada.

O candidato que estava à frente de sua chapa, ao lado dos vices Emerson Piovezan e Flávio Adauto acionaram a Justiça nesta quarta-feira, 7 de fevereiro.

A ação foi impetrada contra a Telemeeting Brasil, empresa que forneceu o sistema de votação na eleição corintiana, no Jecrim da Barra Funda.

No sábado, Garcia acionou representantes de uma empresa de tecnologia para averiguarem a apuração dos votos. Os técnicos constataram que houve adulteração em uma das urnas usadas no processo de escolha do novo presidente.

Outro que acionou técnicos para acompanhar o resultado do pleito foi Citadini. Segundo informações, a equipe contratada pelo candidato que ficou em terceiro lugar constatou o mesmo problema.

Segundo informações disponibilizadas pelo UOL, Citadini também está ciente de uma possível fraude e estuda uma forma de entrar com outra medida judicial contra o clube.

Leia também

Deputado João Rodrigues, do PSD de Santa Catarina, é preso pela Polícia Federal [VIDEO]