Vida complicada para Ousmane Dembélé no #Barcelona. O craque francês tarda em colocar seu talento em exibição e vai desesperando torcida e colegas em campo. O técnico Ernesto Valverde consegue fazer alguma rotação de suas estrelas, mas na frente, Luis Suárez e Leo Messi [VIDEO]estão sendo sobrecarregados e são mesmo os mais utilizados no time. Tudo porque o treinador não encontra soluções entre seus jogadores.

Rafinha e Deulofeu não eram opções e foram emprestados no mercado de janeiro, Paco Alcácer jogou contra o Getafe, mas esteve um pouco abaixo e Dembélé até regressou ao Camp Nou, mas acabou muito criticado. O craque foi até alvo dos assobios da torcida, quando enrolava demais com a bola e acabava destruindo os ataques do Barça.

Leo Messi nem conseguiu [VIDEO]esconder alguma frustração com o colega, que não devolvia uma única bola, apareceu ainda muito descontextualizado do jogo do Barça, mais ausente em passes para todos os jogadores, foi um Dembélé muito individualista.

No entanto, o jogador culpa sua infelicidade pelas lesões, que não o deixam se afirmar. Para piorar sua situação, ele sente que a chegada de Philippe Coutinho foi um duro golpe. Ele contava ter um lugar esperando por ele no time titular, mas agora com o brasileiro, ele sabe que o ex-Liverpool vai acabar se impondo na equipe mais rapidamente.

Até porque ele chegou muito pelo entendimento com o grande amigo Luis Suárez, e os dois já mostraram que ainda se entendem muito bem em campo, no último jogo da Copa do Rei, contra o Valência, quando Coutinho fez seu primeiro gol vestido de azulgrana, um feito que Dembélé ainda não conseguiu.

Ele chegou no início da temporada, mas tem estado quase sempre de fora, por lesões.

Aliás, contra o Getafe ele foi notícia porque esteve 27 minutos em campo e perdeu a bola 13 vezes, um número absurdo de erros de um jogador, que mostra estar ainda muito longe daquilo que é preciso. Agora, o craque se recusa a ser o vilão do jogo e não gostou de notar que está ficando cada vez mais afastado do time.

Dembélé se sente isolado e acredita que não foi nada bem recebido por seus colegas. De acordo com o site espanhol Don Balón, o francês não tem nenhum tipo de relacionamento fora do estritamente profissional com os grandes craques da equipe: Piqué, Iniesta, Busquets, Messi ou Suárez.

Os únicos jogadores com quem Ousmane Dembélé se refugia são os também franceses Lucas Dignem Digne e Umtiti, e os jogadores que chegaram com ele ou pouco depois, Paulinho e Yerry Mina. No entanto, a culpa não seria só dos craques 'residentes' do Barça, uma vez que parece que o francês também não fez nada para se aproximar deles.

Supostamente, Dembélé não gosta deles, especialmente da dupla Messi e Suárez, que ele culpa de terem pressionado o clube para trazer Coutinho para completar o novo tridente, que agrada a todos, menos a Dembélé. #Dembelé #Futebol