O elenco do São Paulo sofreu uma baixa nesta segunda-feira (26). Enquanto todas as atenções estavam voltadas para o técnico Dorival Júnior, cada vez mais ameaçado em seu cargo [VIDEO], outra noticia de bastidores agitou o CT da Barra Funda.

Depois de jogar na estreia do Campeonato Paulista, partida a qual o São Paulo foi derrotado pelo São Bento, em Sorocaba, e de ficar apenas no banco de reservas no empate sem gols diante do Grêmio Novorizontino, o atacante Marquinhos Cipriano não foi mais relacionado pelo treinador para os jogos da Copa do Brasil e do Campeonato Paulista.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Futebol

Nesta segunda o jogador avisou a diretoria que não irá renovar seu contrato com o Tricolor. O acordo vai até setembro e a partir do mês que vem ele fica livre para assinar com qualquer outro clube.

O jogador de 19 anos era considerado uma joia da base e a partir de agora passará a treinar com o time sub 20. Torcedores chegaram a fazer uma campanha pedindo que o contrato do atacante fosse renovado. O jogador foi adquirido pelo São Paulo junto ao Desportivo Brasil por 1 milhão de reais.

De fato, as conversas para a extensão do vínculo existiram. A negociação foi iniciada há cerca de dois meses pelo então diretor da base, Rodolfo Canavesi. Pedro Smania, que posteriormente assumiu a função não conseguiu dar prosseguimento às tratativas e para complicar ainda mais, o empresário Alexis Malavolta saiu do grupo Figer, que era o responsável por agenciar a carreira do atleta. Posteriormente, o jogador também deixou o grupo e seu pai passou a ser seu agente.

Dorival fica

Após mais uma reunião, a diretoria do São Paulo optou pela permanência do técnico Dorival Júnior. [VIDEO] O treinador, inclusive, comandou normalmente os treinos desta segunda-feira (26), no CT da Barra Funda, já visando o jogo da próxima quarta-feira (28), no Morumbi, contra o CRB pela partida de ida da terceira fase da Copa do Brasil.

O Tricolor busca, diante da equipe alagoana, quebrar uma incômoda sequência de três jogos sem vitória. O time vem de derrota para Santos e Ituano e um empate sem gols contra a Ferroviária, em pleno estádio do Morumbi. Mesmo com essa sequência ruim, o São Paulo segue líder do grupo B do Campeonato Paulista com 11 pontos em nove jogos, porém está sendo perigosamente perseguido por seis concorrentes. São Caetano e Ponte Preta dividem a vice-liderança com 10 pontos, e o Santo André vem logo atrás com oito.

O próximo compromisso do Tricolor no Campeonato Paulista será domingo (8), fora de casa, contra o Linense. No meio de semana seguinte haverá o clássico contra o Palmeiras, no Allianz Parque.