O ponta-atacante Emerson Sheik é um dos grandes ídolos da história do Corinthians. O jogador foi fundamental na conquista do título da Copa Libertadores da América em 2012, sendo o atleta que fez os dois gols na vitória contra o Boca Juniors, da Argentina, na última partida da competição, garantindo o título inédito.

Depois disso, Sheik atuou pelo Flamengo e depois foi atuar na Ponte Preta, mas nunca deixou de ser ídolo no Timão. Até porque o jogador nunca deixará de ser ídolo, agora é ainda mais ao fechar com o clube para encerrar a carreira.

Publicidade
Publicidade

O atacante fechou com o clube alvinegro de Itaquera por seis meses, mas no contrato há uma cláusula em que se houver um bom rendimento, ele poderá renovar o contrato por mais um tempo com o Timão.

Camisa 47

O jogador voltou ao Timão e o grande dilema se tornou qual camisa que ele irá vestir, até porque a 11, utilizada por ele anteriormente, agora é o atacante paraguaio Romero que utiliza. Portanto, Emerson Sheik resolveu fazer uma homenagem a sua história com o Corinthians.

Publicidade

O jogador escolheu a camisa número 47, fazendo referência a data 4/7/2012, o dia em que foi conquistado a Copa Libertadores da América com dois gols feitos por ele. A atitude do jogador foi tratada como muito nobre, pois não teve o desejo de modificar a numeração da equipe pegando o número 11, pois, assim, o Romero teria que vestir outra numeração.

Objetivo de Sheik no Timão

O jogador quer se tornar ainda mais ídolo do clube, se tornando importante em mais uma conquista de Copa Libertadores da América.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Corinthians

O atleta ainda não estreou e não sabe se será titular na campanha do Timão na competição.

Fato é que o Corinthians é um dos principais favoritos para ganhar a Libertadores neste ano. Na temporada passada conquistou o Campeonato Paulista e também o Campeonato Brasileiro, de forma isolada em cima do rival Palmeiras.

O atacante pode não ser o titular, mas pode ser peça importante entrando no segundo tempo e sendo decisivo, sendo utilizado, assim, como o Romarinho no ano de 2012, quando entrava na segunda etapa e geralmente conseguia resolver o jogo.

Sheik já tem 39 anos e é o jogador mais velho da história a atuar no Corinthians. Ele só foi contratado por causa de sua grande história junto ao clube e representando um grande gesto de gratidão da diretoria alvinegra com o jogador que já deu tantas alegrias aos corações alvinegros. Portanto, o torcedor aguarda sua estreia do camisa 47.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo