A classificação para a segunda fase da Copa do Brasil, após vitória sobre a Caldense, em Minas Gerais, trouxe um pouco de alívio não só para jogadores e comissão técnica, como também para toda a diretoria do Fluminense. Afinal, uma eliminação precoce em uma competição nacional diante de uma equipe pequena poderia piorar ainda mais o clima já bastante turbulento que ronda as Laranjeiras. No entanto, a vaga na segunda fase também trouxe um problema para a cúpula do Tricolor.

Em sorteio realizado pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol), ficou definido que o time carioca terá o mando de campo nesta segunda fase, que também será em jogo único, com a diferença é que no caso de empate, a definição do classificado irá para as penalidades. Na primeira fase o time visitante jogava por uma igualdade nos 90 minutos.

É aí que mora o problema: com o Maracanã fechado para uma série de eventos, que nada tem relação com o futebol, a diretoria agora terá que correr atrás de um novo local para receber os pernambucanos, ainda a ser definido.

Pela lógica, a opção seguinte ao Maracanã seria o Estádio Engenhão, mas isso dependeria de compromissos que o Botafogo fosse ter na data.

Outra opção seria São Januário, mas com o Vasco praticamente na terceira fase da Copa Libertadores da América, haveria o risco do choque de datas. Los Larios, em Xerém, onde o time fez duas partidas da Taça Guanabara, além do Giulite Coutinho, em Mesquita, local que recebeu jogos do Tricolor pelo Brasileirão, também aparece como opções.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
PaixãoPorFutebol Fluminense

Outra solução seria mandar o jogo para Volta Redonda, no Estádio Raulino de Oliveira.

Após a vitória por 1 a 0 sobre o Macaé, no último sábado (3), pela quinta rodada da Taça Guanabara, o técnico Abel Braga se mostrou visivelmente incomodado com a situação. “Onde vamos jogar na Copa do Brasil? Isso eu gostaria que não estivesse acontecendo. Vamos ver até onde vai chegar", disse. Ele ainda ressaltou que o time dentro de campo fez sua parte e que achar um local para o jogo é com a diretoria.

Fora das finais da Taça Guanabara, o Fluminense agora terá um bom período de descanso. Se até lá não houver esse jogo da Copa do Brasil, o Tricolor só voltará a campo no dia 21 de fevereiro, quando encara o Bangu, pela primeira rodada da Taça Rio.

Reclamou da mudança de data

A vitória sobre o Macaé de nada adiantou para o Fluminense avançar na Taça Guanabara, isso porque o Boavista venceu a Portuguesa e ficou com uma das vagas do grupo, a outra foi para o Botafogo.

É justamente com o jogo diante do Boavista, ainda na primeira rodada, a bronca do técnico Abel Braga para o time não ter se classificado.

“Ninguém quer saber se o jogo correspondia as 15h30, com o horário de verão, o jogo era dia 18 e passou para o dia 17”, disse o treinador lembrando da mudança de data e hora do jogo de estreia, realizado pouco depois do time ter voltado dos Estados Unidos onde participou da Florida Cup.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo