O zagueiro catalão foi o grande protagonista do encontro desse final de semana do Barcelona. Gerard Piqué é bem famosinho por entrar em brigas e bate-papos mais agressivos com seus rivais e, para ele, não existe nenhum rival maior que o Espanhol de Barcelona. Os dois times dividem a cidade e Piqué mantém bem aceso esse confronto. Para aumentar tudo isso, Piqué deve ser também a pessoa mais odiada pela torcida e equipe do Espanhol.

Aliás, a torcida, tem muitas vezes, um comportamento muito feio com Piqué, passando todo o encontro insultando o jogador, mas, pior ainda que isso, insultando Shakira, que é sua esposa, e até seus filhos.

Piqué vai respondendo sempre, mas dessa vez ele conseguiu enfurecer mais ainda os torcedores. Em poucos dias, esse é o terceiro jogo entre os dois times, porque eles jogaram a última eliminatória da Copa do Rei há poucos dias.

O Espanhol ganhou o primeiro encontro, em sua casa, e celebraram muito, mas na volta, o Barcelona ganhou e passou a eliminatória. Perante todas as vaias e objetos jogados para o gramado, Piqué deixou logo o aviso que eles deveriam ter esperado para o final para celebrar, deixando logo ali a provocação.

Neste domingo, o Barça regressou ao gramado do Espanhol e com um dia de muita chuva.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol

Um verdadeiro dilúvio, com o gramado ficando quase impraticável. Ernesto Valverde deu descanso a algumas de suas maiores estrelas, mas acabou chamando Messi, Sergi Roberto e Jordi Alba, após os 60 minutos, tentando pegar mais uma vitória. A verdade é que o campeonato está muito confortável para o Barcelona, que tem nove pontos de avanço sobre o segundo classificado e 19 sobre o Real Madrid, que é quarto, mas mesmo assim, Valverde queria os três pontos.

Gerard Moreno abriu o marcador para o Espanhol e, pouco depois, e perante as vaias que escutou todo o encontro, Piqué marcou o gol do empate. O zagueirão subiu na área rival e aproveitou a cobrança perfeita de uma falta pelo inevitável Leo Messi, para cabecear para o empate, desencadeando a raiva dos torcedores locais.

Com isso, a partida acabou muito quente.

Asim que fez o gol, Piqué mandou calar os torcedores em seus festejos, um gesto que motivou grande tensão no estádio de Cornellá, mas também no vestiário do Barça, com alguns jogadores repudiando o que Piqué fez. Leo Messi, que sempre foi muito amigo de Piqué, não gostou do gesto do zagueiro. Leo pensa que um capitão não pode ter esses gestos, e é por isso que a braçadeira nunca passa pelo seu braço.

O argentino sabe, perfeitamente, que os outros capitães: Iniesta, Busquets e ele mesmo jamais fariam algo semelhante.

Para Messi, essa briga não faz qualquer sentido, mesmo quando a causa catalã, na luta pela independência, está ganhando força. E essa briga só os afasta mais ainda. O argentino acredita que Piqué está incendiando cada vez mais os ânimos, e isso não é bom para ninguém e deixa uma má imagem para o time.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo