Que o Santos é um dos times mais conhecidos mundo a fora não é novidade para ninguém. Desde os tempos de Pelé, a equipe alvinegra é uma das mais respeitadas do mundo e atrai torcedores de todas as partes do planeta. Uma pequena amostra disso ocorreu no último domingo, quando o jogador Andreas Pereira, que pertence ao Manchester United, mas está emprestado ao Valência, da Espanha, postou uma foto torcendo pelo Peixe [VIDEO].

“Bora Santos”, dizia e legenda do conteúdo postado pelo atleta de 22 anos, em suas redes sociais, que apesar de ser filho de brasileiros, nasceu na Bélgica e é considerado uma das grandes promessas do futebol Europeu [VIDEO].

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Santos

O jogador é santista assumido e ano passado, quando o Manchester decidiu emprestá-lo para outro clube, centenas de torcedores invadiram as redes sociais do jogador para tentar convencê-lo a vir para a Vila Belmiro, porém ele acabou indo para o time espanhol.

O próximo compromisso do Santos para o ilustre torcedor ficar de olho será nesta quinta-feira (1º), quando o Peixe faz sua estreia na Copa Libertadores da América jogando às 19h15, pelo horário de Brasília, contra o Real Garcilaso, em Cusco, no Peru. Pelo fuso horário, é bem capaz que Andreas Pereira esteja novamente de olho nos Meninos da Vila em ação.

Inspiração em ídolo

Por aqui, um jogador do Santos em especial se inspira em um dos grandes ícones da história recente do clube. Destaque do time dirigido por Jair Ventura, Jean Mota, que vem atuando na lateral-esquerda, usará na Copa Libertadores, a camisa de número 3, que antes era usada nada menos que Léo.

“É uma responsabilidade grande”, disse o jogador, se referindo ao número que levará na camisa. “Ótimos jogadores vestiram essa camisa e sem dúvidas, o Léo é um cara que me inspiro e que tem uma história linda”, seguiu o defensor afirmando ainda que é um motivo de orgulho vestir essa camisa e que está preparado para honrá-la.

O atleta também comentou sobre a estreia na Copa Libertadores, principalmente sobre o fato de jogar em uma altitude de 3.400 metros. “Sabemos que será uma partida muito complicada”, analisou. “Fora de casa, contra um time qualificado, mas trabalhamos bem na semana e chegamos preparados”.

O elenco santista fez nesta quarta, seu único treino em solo peruano antes da partida. A grande ausência foi a de Gabriel, que ficou no hotel se tratando de uma pancada sofrida na partida diante do Santo André e virou dúvida para a partida desta quinta.