Na manhã desta terça, o Fluminense encerrou a sua preparação para o seu confronto de estreia na Taça Rio, terceira fase do Campeonato Carioca, diante do Bangu na quarta, às 16h30 (de Brasília), no estádio de Moça Bonita. Durante pouco mais de uma hora, o técnico Abel Braga comandou uma atividade tática, dando atenção ao posicionamento e movimentação dos atletas.

Logo em seguida, houve trabalho de cobranças de faltas e o aproveitamento foi muito bom. Destaques para o lateral-esquerdo Marlon, o volante Jádson, o meia equatoriano Junior Sornoza e o centroavante Pedro.

Como de praxe, o time não foi oficialmente confirmado.

A tendência, porém, é que se repita a equipe da goleada de 5 a 0 sobre o Salgueiro-PE [VIDEO] da última quinta, no Nilton Santos, pela segunda fase da Copa do Brasil. Dessa forma, o Tricolor das Laranjeiras iniciaria tendo Júlio César; Gum, Renato Chaves e Ibañez; Gilberto, Richard, Jádson, Sornoza e Marlon; Marcos Júnior e Pedro. As novidades devem ser as presenças do goleiro uruguaio Guillermo De Amores e do experiente volante Aírton. Duas das últimas contratações, ambos têm chances de ficarem no banco de reservas.

A boa notícia veio do departamento médico. Afastado há quase duas semanas devido a uma lesão na coxa direita, o lateral-esquerdo Ayrton Lucas, um dos destaques do Flu nesse início de temporada, foi liberado. No entanto, por precaução, ele só retornará no clássico de sábado, às 17h (de Brasília), provavelmente na Arena Pantanal, em Cuiabá, contra o Flamengo.

Escalado para conversar com os jornalistas, o zagueiro Gum falou sobre a sua expectativa em relação ao jogo contra o Bangu. Segundo o defensor, é um desrespeito marcar um jogo para a parte da tarde, especialmente se levar em conta o fato de o estádio de Moça Bonita ficar na região mais quente da cidade do Rio de Janeiro.

“Quem coloca jogo nesse horário nunca jogou futebol, nunca esteve me um campo. Fica um jogo mais chato para o torcedor, porque fica mais lento do que um jogo à noite com um gramado bom, molhado”, disse o camisa 3, assegurando, porém, muita disposição para tentar a conquista dos três pontos.

“Não é reclamação, não é desabafo, é só uma forma sincera de se expressar. Vamos chegar lá, jogar com prazer, fazer o nosso melhor e buscar vencer o jogo”, encerrou o capitão tricolor.

Após ver o Flamengo levantar a Taça Guanabara e, assim, garantir presença antecipada na fase semifinal do Estadual, o Fluminense [VIDEO] entra disposto a conquistar a Taça Rio ou ficar entre os dois melhores colocados na pontuação geral para fazer companhia ao rival e permanecer sonhando com o 32º título carioca de sua história.