O Palmeiras começou a temporada 2018 com tudo [VIDEO]. Venceu seis jogos seguidos e na última quinta-feira empatou com o Linense no Allianz Parque [VIDEO]. Apesar de ter perdido os 100% de aproveitamento, o Verdão ainda não perdeu na temporada e manteve o nível de boas partidas.

O técnico Roger Machado terá mais um desafio pela frente: o pouco tempo de recuperação para encarar a Ponte Preta. O Verdão enfrentará o time de Campinas no domingo, no interior de São Paulo. A logística, mesmo apertada, funcionou. Porém fará o treinador mudar algumas coisas.

O lateral Victor Luiz pode reassumir a vaga na esquerda. Michel Bastos, que foi titular contra o Linense na quinta, deve retornar para o banco de reservas por questões físicas.

Alejandro Guerra deve continuar no time titular fazendo suporte para Miguel Borja.

O colombiano já fez cinco gols na temporada e se tornou um dos destaques do time de Machado. O treinador apostou na recuperação e agora está colhendo os frutos. Borja deve continuar sendo titular do time palestrino.

Depois do confronto contra a Ponte no domingo, o Palmeiras terá mais um clássico pela frente: enfrenta o Corinthians, em Itaquera, no sábado. Por causa de uma norma do Governo do Estado, o duelo terá torcida única. Ou seja, o clássico terá a presença apenas de corintianos. Palmeirenses devem se reunir no entorno do Allianz Parque e nos bares das proximidades para assistir.

Novo jogador na lista

O meia Artur passou por cirurgia nesta sexta-feira e deve ficar oito semanas fora. Destaque do Londrina ano passado, o jovem jogador foi reintegrado ao Palmeiras e acabou se machucando no treino.

Para minimizar o problema, Roger Machado mandou subir o meia Fernando, da base. O jogador marcou cinco gols nas sete partidas que disputou pela Copa São Paulo de Juniores e chamou a atenção do treinador palmeirense. Nesta sexta, Fernando treinou na Academia junto com os demais, e fez treinamento muscular na parte interna.

O Palmeiras vai aproveitar mais seus talentos da base de agora em diante. Visando acabar com as dívidas, o clube não fará mais nenhuma contratação de peso para 2018. A solução está em atletas criados internamente.

O caso mais clássico de sucesso foi com Gabriel Jesus. Formado na base, o atacante defende o Manchester City atualmente e rendeu bons pacotes de dinheiro ao clube. Ao todo foram quase R$ 70 milhões de receita.

O zagueiro Thiago Martins também veio da base e atualmente é o titular da zaga.