Além de não sofrer gols nos triunfos contra Linense, São Caetano e São Paulo, outro fato em comum nesses três jogos chamou a atenção do torcedor mais atento do Santos. Nesses três duelos válidos pelo campeonato, o técnico Jair Ventura escalou o zagueiro Lucas Veríssimo, o que mostra que, com ele em campo, os atacantes adversários terão muito trabalho para vazar a zaga santista.

Na partida de estreia, em Lins, vencida pelo Peixe por 3 a 0, o jogador foi substituído por conta de uma lesão na coxa, ficando afastado por várias rodadas, período que ainda coincidiu com uma frustrada negociação com o Spartak Moscou da Rússia, quando ele ficou bem perto de deixar a Vila Belmiro.

Publicidade
Publicidade

Com ele fora, o time sofreu gols em todos os jogos que disputou, vivendo um período instável dentro do estadual.

“Fico feliz em poder ajudar meus companheiros e espero manter o máximo possível de aproveitamento, mas a vitória é sempre coletiva”, declarou o defensor. Nos dois primeiros jogos ele fez dupla com David Braz e no clássico diante do São Paulo jogou ao lado de Gustavo Henrique.

Base forte

Além de não ter tido sua defesa vazada, o clássico do Morumbi também trouxe uma importante constatação para a comissão técnica e ao torcedor: que a base ainda segue dando ótimos frutos para o time de cima.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol Santos

Nada menos que oito jogadores revelados no próprio Santos participaram do duelo contra o São Paulo. Um inclusive foi de um deles o gol que garantiu a vitória por 1 a 0.

Além de Gabriel, o time começou jogando com Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique, Alison. Já com a vantagem no placar, Gabigol saiu para a entrada de Arthur Gomes, que havia atuado várias partidas como titular. Léo Cittadini e Guilherme Nunes, este último fazendo sua estreia, logo em um jogo dessa grandeza, foram outros que também atuaram no San-São.

Publicidade

Após o jogo, o técnico Jair Ventura disse que já havia trabalhando com 26 jogadores durante todo o Campeonato Paulista e reforçou que sua intenção é colocar todo mundo para jogar, mesmo que isso possa custar alguns pontos.

Por enquanto esses pontos não estão fazendo falta na tabela. O Santos é líder do grupo D com 14 pontos em oito jogos, três pontos a mais que Botafogo e Red Bull Brasil, que dividem a segunda posição. O próximo compromisso do time será no domingo (25), às 18h30, na Vila Belmiro, contra o Santo André.

Este será o último compromisso antes da estreia na Copa Libertadores, quinta-feira (1º), fora de casa, contra o Real Garcilaso.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo