O Palmeiras estreia nesta quinta-feira (1º), na Copa Libertadores da América, quando jogará na Colômbia contra a equipe do o Junior Barranquilla, às 21h30, pelo horário de Brasília. Vindo de uma derrota no clássico para o maior rival, o técnico Roger Machado admitiu em entrevista ao canal por assinatura SporTV que poderá fazer algumas mudanças na equipe que começará jogando.

"Pontuais mudanças ou critérios a se observar para levar a escalação mais equilibrada”, disse o treinador em participação no programa Redação SporTV.

Ele explicou que primeiro é necessário pensar no equilíbrio da equipe e somente depois nas características do adversário.

Uma das mudanças que pode ser executava por Roger é na lateral esquerda, com a saída de Michel Bastos para dar lugar a Victor Luiz, que tem características mais defensivas. Porém o ataque também não está imune a mudanças. Sobre o clássico do último sábado, o técnico reconheceu que o time não teve boa atuação e mesmo um bom resultado na Colômbia não apagará a derrota para o maior rival. “Apagar o que aconteceu no clássico não vai apagar, porque a história já está contada. Vivemos um mau dia, já passou”, disse.

Grupo é o mais forte

Já em uma entrevista coletiva, concedida no hotel onde a equipe palmeirense está hospedada, em Barranquilla, o técnico Roger Machado comentou sobre os outros adversários do grupo, o qual considera o mais forte dessa Copa Libertadores da América.

“É o mais equilibrado, com nível alto. Características muitas vezes parecidas e detalhes diferentes dentro das equipes”, analisou o técnico acreditando ainda que os times que conseguirem se classificar na chave irão buscar algo muito maior dentro da competição.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Palmeiras PaixãoPorFutebol

“Um grupo difícil, que tem pretendentes ao título iniciando a competição muito forte”, disse.

Mesmo jogando no campo do adversário, Roger assegurou que seu time não irá para apenas se defender. “Temos que tentar propor o jogo também, tentar surpreender o adversário mesmo jogando dentro de sua casa”, disse. Roger também chamou a atenção para o principal jogador do adversário, o atacante Téo Gutiérrez, de 32 anos.

“Jogador talentoso, que tem que ser controlado de perto. Tem que marcar em cima”, alertou.

Além do Palmeiras e do Júnior Barranquilla, que foi semifinalista da última Copa Sul-Americana, o grupo do Palmeiras também conta com o Boca Junior, que é líder disparado do Campeonato Argentino, além do Alianza Lima, do Peru.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo