Depois de o presidente José Carlos Peres ameaçar romper o acordo assinado pelo seu antecessor e assim garantir um valor maior na negociação, o Santos poderá receber ainda mais dinheiro da Umbro, que nos próximos meses voltará a confeccionar os uniformes do clube. E agora surgiu a informação sobre uma nova cláusula que poderá fazer o time lucrar ainda mais a partir do ano que vem. O contrato com a fornecedora inglesa vai até 2020.

A ameaça de rompimento surtiu efeito e o Santos conseguiu aumentar o valor dos royalties em 50% e o número de peças de enxoval em 20%, passando a receber 35 mil peças, que serão distribuídas entre os times profissionais, feminino e de base. O valor total do acordo gira e torno de 10 milhões de reais por temporada.

No entanto, um ponto do acordo que tem agradado aos dirigentes é uma cláusula que diz que a partir do ano que vem, se outra marca oferecer valor superior e a Umbro decidir por não cobrir a oferta, o Santos poderá trocar de fornecedor.

Todo esse impasse envolvendo o novo acordo atrasou a confecção dos novos uniformes. Havia a expectativa que o novo jogo de camisa fosse apresentado já na partida de estreia da Copa Libertadores da América, marcada para o dia 1º de março, contra o Real Garcilaso, no Peru, porém isso não irá acontecer. Enquanto isso, o time seguirá usando o fardamento da Kappa.A Umbro já tinha vestido o Santos entre 1997 e 2011, período quem que o Peixe ganhou uma Libertadores, dois Campeonatos Brasileiros e uma Copa do Brasil.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Santos PaixãoPorFutebol

Vai para o jogo

Com a aproximação da estreia na fase de grupos da Copa Libertadores da América, a tendência é que muitos times já passem a poupar alguns jogadores, ou até mesmo o time completo, já neste final de semana. Pelo menos este não é o caso do Santos, cujo técnico Jair Ventura confirmou a presença de Gabriel na partida do próximo (25), contra o Santo André, na Vila Belmiro, pela nona rodada do Campeonato Paulista.

A expectativa que ele ficasse de fora da partida também foi criada em razão dele já ter dois cartões amarelos e caso seja advertido no duelo contra o Ramalhão, ficará de fora do clássico do outro final de semana, contra o Corinthians, no Pacaembu, mas com mando de campo santista. “Não vejo como peso. Se tiver que tomar cartão, eu vou tomar e há grandes jogadores na posição”, disse o jogador.

“O próximo jogo é sempre o mais importante”, justificou o técnico Jair Ventura.

“Penso sempre na próxima partida, a não ser que haja alguma situação de lesão, alguém prestes a estourar”, completou o treinador.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo