O São Paulo Futebol Clube foi até o Estádio Rei Pelé, nesta quinta-feira (15), para enfrentar o Centro Esportivo Alagoano [VIDEO] (CSA), pela segunda fase da Copa do Brasil [VIDEO]. O Tricolor venceu por 2 a 0, garantindo a vaga na próxima fase da competição e a continuidade na série positiva de resultados.

Nenê e Cueva fizeram os gols da equipe paulista. Ambos foram marcados na segunda etapa do jogo em Maceió (AL), presenciado por 16.270 pessoas. No primeiro gol, Marcos Guilherme deu um passe preciso para o número 7 inaugurar o placar. O segundo veio após Diego Souza ser derrubado dentro da área pelo goleiro Mota, pênalti assinalado pela arbitragem.

Na cobrança, Cueva acertou o canto direito e balançou as redes.

Antes deste jogo, o time do Morumbi havia ganhado de 1 a 0 do Madureira pela competição nacional, e pelo Paulistão fez 2 a 0 no Botafogo, de Ribeirão Preto, e 1 a 0 no Bragantino, os dois últimos jogos pelo Campeonato Paulista. Com isso, o São Paulo iguala uma marca que não acontecia desde março de 2015, quando era dirigido por Muricy Ramalho. Na ocasião São Bento, Ponte Preta, San Lorenzo e Marília foram os derrotados; os argentinos pela Libertadores, e os três paulistas pelo estadual.

O técnico Dorival Júnior escalou para iniciar o duelo contra o CSA: Sidão, Éder Militão, Bruno Alves, Rodrigo Caio, Reinaldo, Jucilei, Hudson, Nenê, Marcos Guilherme, Cueva e Diego Souza. O técnico dos donos da casa, Flávio Araújo, pôs em campo Mota, Talisson, Leandro Souza, Xandão, Rafinha, Dawhan, Yuri, Didira, Daniel Costa, Giva e Leandro Kível.

História do jogo

O CSA teve o domínio das ações ofensivas no primeiro tempo. Sua primeira investida contra o gol defendido por Sidão aconteceu aos 6 minutos. Rafinha chutou de longe, mas o arqueiro acalmou o perigo, encaixando a bola com as mãos. O São Paulo também tentou sair à frente do marcador logo depois, com Éder Militão dando uma finta de corpo e arrematando o lance. Mota defendeu em dois tempos.

Aos 7’, Talisson quase guardou. Ele encontrou espaço na zaga são-paulina e disparou um tiro cruzado, passando perto da trave. Com 9’, Leandro Kível arriscou de longe e Sidão defendeu. A bola parada quase gerou o primeiro gol a favor do CSA aos 16’. Depois de um cruzamento feito em cobrança de falta, Dawhan cabeceou com liberdade, mas não concluiu com precisão.

O revide à pressão exercida pelos alagoanos veio com Rodrigo Caio, aos 24’. Diego Souza escorou para o defensor, que dominou e chutou totalmente torto, desperdiçando o principal momento dos paulistas no confronto. O lance derradeiro foi um ótimo momento para os comandados de Flávio Araújo.

Daniel Costa chutou, a bola desviou e quase entrou aos 46’.

Na volta do intervalo, o Tricolor veio com uma postura diferente e fez 1 a 0 aos 3’, com Nenê de perna esquerda aproveitando um passe na medida dado por Marcos Guilherme. Não demorou muito e os visitantes fizeram mais um, desta vez com o peruano Cueva batendo pênalti sofrido por Diego Souza, após entrada atrasada do goleiro Mota.

O número 10 pegou a bola e converteu a cobrança no canto direito, enquanto o arqueiro foi para o outro lado, decretando o placar de 2 a 0 e assegurando a vaga para a terceira fase do torneio. O Clube de Regatas Brasil (CRB), no Estádio do Vale, passou pelo Novo Hamburgo, nas penalidades, ganhando por 4 a 3, após empatar em 1 a 1 durante o tempo normal e será o próximo adversário.

Neste domingo (18), o São Paulo recebe o Santos no Morumbi, às 17 horas, para tentar manter a série positiva na oitava rodada do Campeonato Paulista. Já o CSA encara o Dimensão Saúde, no Alagoano, também às 17h, na mesma data.

Substituições

  • São Paulo - Nenê por Valdívia, Cueva por Shaylon, e Marcos Guilherme por Caíque.
  • CSA - Giva por Bruno Veiga, Didira por Yago e Leandro Kível por Michel Douglas.

Cartões

  • Visitante - Éder Militão (amarelo) .
  • Casa - Leandro Kível, Yuri e Mota (amarelo); Yuri (vermelho).