As torcidas ficaram agitadas nesta segunda-feira (5), quando foi divulgada a tabela do Brasileirão 2018 da Série A, trazendo a ordem dos jogos e também as datas-bases das 38 rodadas. Agora, falta definir os dias e horários das partidas. A primeira rodada do Campeonato Brasileiro deste ano acontecerá entre 14 e 16 de abril, sendo que a estreia será com o Corinthians, atual campeão, jogando contra o Fluminense.

A última rodada será num domingo, dia 2 de dezembro, mas pode ser que até lá o campeão já esteja definido, como aconteceu no ano passado, quando o Corinthians conseguem o título antes de terminar o Brasileirão.

01ª Rodada: começa no sábado, dia 14 de abril, com o jogo entre Cruzeiro x Grêmio, terminando na segunda-feira, dia 16, com Internacional x Bahia.

38ª Rodada: será no dia 2 de dezembro, domingo, com o Atlético-MG x Botafogo abrindo a rodada, sendo que Grêmio x Corinthians é que finalizam.

Na abertura do Brasileirão 2018 não haverá nenhum clássico estadual e nem no encerramento. Times do mesmo estado só começaram a se encontrar a partir da 5ª rodada, com grandes partidas, confira: Botafogo x Fluminense, Corinthians x Palmeiras e Grêmio x Inter. São três jogos que prometem lotar os estádios.

Na sexta rodada, será a vez das torcidas dos seguintes clubes vibrarem muito com os confrontos estaduais: Flamengo x Vasco, Atlético-MG x Cruzeiro e São Paulo x Santos. Este ano o Campeonato Brasileiro fará uma pausa por causa da Copa do Mundo.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol Brasileirão

Campeonato Brasileiro 2018 não terá árbitro de vídeo

E o que era para ser uma grande novidade no Brasileiro desse ano acabou sendo vetado, pois os clubes não aprovaram o uso do árbitro de vídeo. A justificativa é por causa da questão financeira. Os representantes dos 20 clubes da Série A se reuniram com o Conselho Técnico, na sede da CBF, e pelo placar de 12 a 7 ficou decidido pelo não uso desta opção para esclarecer as dúvidas na hora do gol.

A CBF queria cobrar dos clubes pela implantação desta tecnologia, mas os times alegam que já têm despesas demais. O torcedor estava contando com esta novidade, pois seria possível corrigir as marcações duvidosas, seja na marcação de um pênalti, de um gol polêmico e até mesmo quando o juiz aplica o cartão vermelho ou amarelo. De acordo com a CBF, seria preciso gastar cerca de R$ 20 milhões para os 380 jogos que serão disputados esse ano na Série A.

Acesse o site da CBF para conferir outras informações sobre o Brasileirão.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo