Relacionado para a partida deste sábado (10) frente à Ferroviária, o atacante Gabriel Barbosa, o Gabigol, não poderia ter melhor adversário para a sua reestreia com a camisa do Santos, pelo menos é o que indica o retrospecto.

Na verdade, o jogador enfrentou o time de Araraquara apenas uma vez, e foi no seu último ano de Vila Belmiro, em 2016, antes de se aventurar, sem sucesso, pela Europa. Diferente da partida de hoje, disputada na casa do adversário, o jogo ocorreu na Vila Belmiro. O Peixe deu show no segundo tempo e fez 4 a 1.

Publicidade
Publicidade

Primeiro tempo ruim

O técnico Dorival Júnior armou o Santos ofensivamente com Paulinho, Gabigol, Rafael Longuine e o camaronês Joel. O grande articulador do meio de campo santista, Lucas Lima, começou a partida no banco, pois havia acabado de voltar de partida pela Seleção Brasileira.

O time praiano não se deu bem no primeiro tempo e saiu para o intervalo em desvantagem de 1 a 0 no placar, gol de Tiago Marques.

Publicidade

A virada

Logo no início do segundo tempo Dorival Júnior promoveu a entrada de Lucas Lima, o que mudou o jogo. O empate santista veio aos 18 minutos da segunda etapa, em uma bela jogada individual do lateral Zeca pela esquerda que terminou com conclusão certeira para o gol.

O Peixe ampliou para 3 a 1 com dois gols de Paulinho aos 27 e aos 31 minutos, o primeiro deles após passe de Gabigol.

Gabigol marcou aos 48

Já nos acréscimos, aos 48 minutos, Gabigol fez o seu gol.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol Santos

Cobrando pênalti, que ele mesmo havia sofrido após receber passe de Lucas Lima, cometido pelo zagueiro Luan. O atacante santista bateu do lado esquerdo do gol e o goleiro pulou para o direito. Foi o quarto gol do atacante na competição.

A vitória sobre a Ferroviária garantiu a classificação antecipada do Santos para as quartas-de-finais do Paulistão. O clube praiano chegar ao título paulista. Foi a última vez que tanto o Santos quanto Gabigol levantaram uma taça.

O jovem atacante santista terminou a competição como artilheiro do time da Vila Belmiro ao lado de Ricardo Oliveira, com sete gols, quatro a menos que o goleador do campeonato, Roger, do Red Bull Brasil.

Dois gols contra o Palmeiras

Na caminhada ao título, Gabigol teria atuação decisiva nas semifinais, contra o Palmeiras. O jogo foi vencido pelo Peixe nos pênaltis, após empate em 2 a 2 no tempo normal, com os dois gols do Santos assinalados pelo jovem atacante.

Publicidade

Na decisão, o Santos bateu o Osasco Audax. Foi o segundo título paulista de Gabigol. O primeiro, e até então único dele como profissional, foi conquistado no ano anterior.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo