A nova diretoria do Santos, encabeçada pelo presidente José Carlos Peres, tem como um de seus objetivos a reaproximação de Neymar com o clube. Para isso, nesta semana, o vice-presidente Orlando Rollo viajou para a Europa com a missão, dentre algumas outras, de conversar com o jogador. No entanto, a tarefa que lhe foi designada não parece que será tão fácil.

Os pais do jogador fizeram o caminho inverso e estão no Brasil e também não há qualquer reunião agendada na França.

Neymar também foi orientado a não ter qualquer tipo de conversa com os santistas sem a presença do pai ou representantes. Com isso, a não ser que busque alguma ousada alternativa, a viajem para a capital francesa corre o risco de virar um mero turismo.

A ideia da nova diretoria é buscar uma reaproximação com o atacante e, para isso, está disposta a acabar com qualquer ação na Justiça. Na gestão de Modesto Roma Júnior, o clube chegou a mover uma ação contra o jogador por conta da polêmica negociação com o Barcelona em 2013.

Coincidência ou não, o jogador chegou a ter uma aproximação com o Palmeiras e admitiu que torcia para o rival na infância. Frequentemente circula na internet uma foto de Neymar, ainda bem garoto, com a camisa palmeirense.

As tentativas de reaproximação até já começaram, com o Santos fazendo algumas homenagens ao jogador nas redes sociais, mas elas foram ignoradas até agora pelo camisa 10 do PSG.

Vai oferecer cargo

No Brasil, o presidente José Carlos Peres nesta semana teve que apagar seu primeiro incêndio na diretoria por conta da polêmica demissão diretor-executivo de Futebol Gustavo Vieira de Oliveira.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Santos PaixãoPorFutebol

Para seu lugar, a direção estuda promover William Machado, que até então vem ocupando o cargo de diretor de Futebol.

Ele chegou ao Santos no último dia 9 de janeiro e seu trabalho sem sido bem avaliado pelo presidente Peres. Nesta quinta-feira (22), o presidente santista falou pela primeira vez sobre a demissão de Gustavo.

Em uma carta dirigida ao jornalista Juca Kfuri, que em seu blog havia dito que Peres era um presidente que não preside.

O mandatário não quis aumentar ainda mais a polêmica. Ele se resumiu a dizer que Gustavo havia sido contratado para desenvolver funções específicas dentro do clube e, diante da metodologia de seu trabalho, o clube optou por mudar de profissional.

Sobre o orçamento do clube, o qual Gustavo se queixou de não ter conhecimento, Peres afirmou que ele ainda passa por ajustes e que primeiro busca receitas antes de sair gastando, o contrário do que é, segundo ele, habitual no Brasil.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo