Zé Roberto foi lateral-esquerdo do Palmeiras, onde encerrou a gloriosa carreira ano passado. Durante os anos como profissional, impressionou muito o mundo do futebol com a bola que jogava enquanto esteve no auge.

Zé já foi meia, lateral e defendeu a Seleção Brasileira. Como titular, atuou na Copa do Mundo de 2006, sendo que também participou do mundial em 1998, portanto, é um atleta com um currículo invejável.

O que mais impressionava em Zé Roberto é que, mesmo acima dos 40 anos, conseguia ser um dos jogadores com mais boa forma do Campeonato Brasileiro de 2016.

Atitude

Zé acabou se tornando reserva no ano de 2017, tendo jogado somente o seu último jogo de despedida como titular, que foi uma atuação exemplar, atuando todos os 90 minutos em alto nível, mas Zé Roberto já havia entendido que aquela era a hora de encerrar a sua carreira.

O que o grande jogador não sabia é que, ao final de sua carreira, se tornaria ídolo de um dos maiores clubes brasileiros, o Palmeiras. E como a torcida e diretoria sempre demonstra muita gratidão pelo ex-atleta, foi oferecido ao mesmo um cargo para coordenar as categorias da base do Verdão a partir do ano de 2018. De pronto, Zé aceitou.

Zé Roberto é quem comanda as categorias de base e costuma dar alguns toques para o técnico Roger Machado subir alguns atletas para o profissional. Agora, Zé Roberto já quer revolucionar e tomou uma atitude. Ele fará parte de uma reunião com os jogadores e responsáveis pela base do Palmeiras para especular metas e fazer projetos para este ano de 2018.

Contudo, esse ano deve ser bem cheio para as categorias de base do Palmeiras, que é a base mais eficiente do momento, pois vem ganhando quase todos os torneios.

Vai subir alguém?

O Palmeiras inscreveu mais nove jogadores no Campeonato Paulista, sendo que todos estes vem das categorias de base, portanto, a teoria de que o Palmeiras não forma ninguém agora é mito.

Até porque, depois de ter formado o camisa nove da Seleção Brasileira, Gabriel Jesus, o investimento na base aumentou para que se forme cada vez mais atletas de qualidade, assim, auxiliando o clube a ganhar títulos e também ajudando financeiramente [VIDEO].

Hoje em dia, a FIFA estabeleceu uma regra em que todo clube formador ganha 5% do valor total da venda dele quando o mesmo é transferido internacionalmente de um clube para o outro. O Palmeiras pode se beneficiar muito disso no futuro com a formação destes grandes atletas [VIDEO].