O Bragantino conseguiu um excelente resultado na partida de ida das quartas de final do Campeonato Paulista, quando atuando no Estádio do Pacaembu, onde era o mandante. O time venceu o Corinthians por 3 a 2 e ficou a um empate das semifinais do Paulistão [VIDEO] 2018.

Sabendo da pressão que irá enfrentar na partida de volta, agendada para esta quinta-feira (22), em Itaquera, o técnico Marcelo Veiga incluiu um item a mais na preparação de seus jogadores. Ciente da pressão que arbitragem também sofrerá, o treinador trabalhou a parte psicológica de seus jogadores para que não se abalem em possíveis erros da arbitragem a favor da equipe da casa.

“A arbitragem acaba errando um lance para o time grande, geralmente para o time grande, na verdade”, disse. Ele, no entanto, minimizou que isso tivesse relação com o adversário e preferiu destacar que essa preparação é normal esse tipo de jogo. “Não pode se preocupar com os erros”, disse.

Polêmicas com arbitragem à parte, Veiga disse que o Bragantino fará o jogo da vida nesta quinta-feira e que espera surpreender novamente a equipe da capital, agora jogado em seus domínios. “Ninguém esperava esse resultado na primeira partida”, disse Veiga, lembrando ainda que toda a questão envolvendo a diretoria decidir tirar o jogo de Bragança Paulista pera levá-lo ao Pacaembu em busca de uma melhor renda foi um fator motivador para o grupo.

“Envolveu a questão do mando, falaram que tínhamos vendido o jogo, precisávamos da resposta positiva”, disse.

Passando pelo atual campeão do Paulistão, o Massa Bruta sabe que não terá vida fácil pela frente. Caso perca nos 90 minutos por um gol de diferença, mas consiga avançar nas penalidades, o time terá pela frente o Palmeiras [VIDEO], com o primeiro jogo em casa. Resta saber se neste caso a diretoria repetiria a estratégia de fazer o jogo na capital, ainda mais depois das duras críticas vindas da diretoria do próprio Palmeiras. Caso vença novamente ou empate, o adversário serão São Paulo.

Faturou mais, mas ficou com menos

A estratégia do Bragantino em levar o jogo para o Estádio do Pacaembu não acabou tendo o resultado financeiro esperado pela diretoria. A principio o clube até teve a maior arrecadação bruta obtida na competição, com 607.694 reais proporcionados pelos 15 mil torcedores presentes.

No entanto, quando se colocou na ponta do lápis os descontos e as despesas, o valor líquido foi de 224.509,48 mais de 100 mil reais a menos do que o clube embolsou quando recebeu o Palmeiras em seu estádio ainda pela primeira fase, quando dos 420.135 reais ganhos com a venda de ingressos, 330.060,62 ficaram para os cofres do clube.