Tradicional analista do Uol Esporte, André Rocha, definitivamente, está encantado com o Fluminense nesse início de temporada. Assim como havia feito depois do empate de 1 a 1 com o Flamengo [VIDEO], no Nilton Santos, na última quinta, o comentarista não poupou elogios aos atual grupo dirigido por Abel Braga. Segundo ele, o Tricolor, com o Flamengo e Vasco disputando a Taça Libertadores, além de o elenco rubro-negro ter um elenco bem mais qualificado no papel, vem fazendo, por enquanto, o jogo mais coletivo do futebol do Rio de Janeiro e que, apesar da eliminação até vexatória da Copa do Brasil, proveniente de duas derrotas para o Avaí, algo compreensível pelas oscilações de um elenco bastante jovem em um clube atravessando sérios problemas financeiros, o gramado reforça a equipe das Laranjeiras aquela com mais soluções para resolver os jogos.

André Rocha ressalta que o esquema 3-4-2, o qual também pode variar para um 5-4-1, utilizado por Abel Braga vem sendo utilizado de maneira correta e evolui a cada partida, graças, principalmente, à fluência das jogadas pelas laterais com Gilberto, Jadson e Marcos Juníor na direita, além de Ayrton Lucas, Richard e Junior Sornoza pela esquerda.

Outro ponto abordado como positivo é o amadurecimento de Pedro. Titular absoluto desde a saída de Henrique Dourado para o Flamengo, o centroavante se sente, de acordo com o comentarista do Uol Esporte, mais à vontade para exercer a sua função, tanto em marcar gols quanto a servir seus companheiros.

André reconhece que o time, por ser constituído por vários garotos, é passível de irregularidade, mas volta a elegê-lo como, no momento, aquele a exercer o futebol mais vistoso e competitivo dentre os grandes do Rio de Janeiro.

Neste domingo, em mais uma exibição segura, o Fluminense [VIDEO] conquistou a terceira Taça Rio de sua história (as anteriores foram em 1990 e 2005) ao derrotar, no Maracanã, o Botafogo pelo placar de 3 a 0. Os gols do triunfo da equipe das Laranjeiras foram marcados por Pedro, Marcos Júnior e Jádson.

Na quinta, às 21h (de Brasília), o desafio é pelas semifinais do Campeonato Carioca. Tendo a vantagem do empate, o Flu encara, novamente no Maracanã, o Vasco. Se conseguir a vaga na decisão do Estadual, medirá forças contra quem passar de Flamengo e Botafogo, que se enfrentarão um dia antes, a partir das 21h45 (de Brasília), também no palco das finais da Copa do Mundo de 2014 e dos torneios de futebol (masculino e feminino) das Olimpíadas de 2016.