O presidente do Corinthians e deputado federal, Andrés Sanchez, costuma ser muito polêmico quando fala sobre as decisões da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), mas também a organização tem um grande histórico de corrupção.

A CBF é sempre muito polêmica com o staff que a comanda, por conda disso é a confederação esportiva, do mundo todo, que mais coleciona denúncias. O Corinthians sempre se mostrou muito resistente com decisões erradas das confederações.

Marco Polo Del Nero está suspenso pela Fifa e a CBF precisa de um outro gestor para comandar a entidade máxima do futebol brasileiro. No entanto, o presidente do Timão percebeu que Del Nero está querendo eleger seu sucessor, o Rogério Caboclo.

A federação publicou que tinha dois pré-candidatos: Caboclo e Reinaldo Carneiro Bastos, porém, Andrés Sanchez afirmou que Del Nero estaria indo até as federações para pegar assinaturas e adiantar as eleições, com intuito de eleger o Caboclo.

Por que não pode ser Caboclo?

Na visão de Andrés Sanchez é um absurdo que entre para gerir a CBF um candidato que nunca geriu um clube ou uma federação, pois assim ele não tem qualquer noção de como ser gestor de uma federação futebolística, ainda mais a que comanda todo o futebol de um país.

Sanchez ainda afirmou que não sai do Corinthians, escolheu ser presidente do Timão e cumprirá seu mandato até o final, mas se não estivesse no alvinegro de Itaquera, com certeza seria um dos candidatos para comandar a CBF.

Andrés concorda que quem deve assumir a CBF é Reinaldo, pois este já comandava a federação paulista, e deve-se chamar os clubes e não marcar reuniões na calada da noite sem a participação dos clubes.

O que deve ser feito pela CBF?

Um novo presidente da confederação deve ter o aval dos clubes brasileiros, pois eles serão comandados pela nova gestão.

A CBF vem sendo muito criticada, nos últimos anos, por conta disso grandes mudanças devem ser feitas dentro da gestão desta federação máxima do futebol brasileiro, pois é ela que comanda a Seleção Brasileira e também os campeonatos nacionais, além de representar todos os clubes brasileiros no exterior. [VIDEO]

No entanto, uma federação futebolística bem organizada demonstra um avanço no futebol do país, assim como os países europeus tem confederações muito bem transparentes e agindo de forma correta. Já a CBF coleciona muitos escândalos e denúncias, com isso a credibilidade cai muito [VIDEO].