O atleta Mhlengi Gwala está hospitalizado e pode perder a perna direita depois de uma tentativa de assalto nem um pouco convencional: não quiseram seu celular nem sua carteira, mas, sim, suas pernas [VIDEO]. Ele não corre risco de morte, apesar de ter a artéria principal (aorta) atingida.

Os comentaristas da internet acham que isso pode ser um ato de vingança e muitos envolvem os misticismos sul-africanos para explicar o ataque.

Tentativa de roubo das pernas de Mhlengi Gwala

Enquanto Mhlengi subia uma ladeira de bicicleta, foi abordado por três homens encapuzados que o levaram para a beira da estrada. O triatleta até tentou entregar seus pertences, mas os objetos não foram suficientes: atrás de um arbusto os malfeitores tentaram serrar as pernas [VIDEO] dele.

Aparentemente o objeto cortante emperrou ao entrar em contato com o fêmur, pois não estava suficientemente afiado. Ao notarem o impedimento, os criminosos tentaram fazer o mesmo com a outra perna. Sem obter sucesso ou por terem avistado alguém, o abandonaram ali e levaram seus pertences. Mhlengi Gwala, por sua vez, se arrastou até a estrada para pedir por socorro e foi atendido por um transeunte.

Em seu depoimento, o atleta disse não compreender o idioma falado pelos homens que o abordaram. A polícia está tratando o caso como uma tentativa de homicídio e descarta um simples assalto justamente por Gwala ter oferecido seus objetos de antemão. Atletas companheiros questionaram a segurança das estradas sul-africanas e repudiaram o ataque via Twitter.

A história por trás de Mhlengi Gwala

Por mais incrível que se pareça para um atleta de alto rendimento, Gwala superou o vício das drogas e álcool.

Depois dessa demonstração de força de vontade, ele representou seu país em diversas competições mundo afora. Depois desse acontecimento, sua recuperação será longa e ele vai demorar muito para voltar a competir.

Sim, ele tem a chance de volta a competir. Tudo graças a uma ação de financiamento colaborativo que visa auxiliar o processo de recuperação do atleta. Ela foi anunciada primeiramente na página internacional do IronMan, juntamente com desejos de melhoras e uma nota de repúdio à violência do acontecido.

O caso comoveu atletas em várias partes do mundo e deixou os sul-africanos comovidos, que agora torcem pela recuperação de Mhlengi, que, com certeza, perdeu algo muito significativo para sua vida, e desejam que ele possa voltar às pistas em breve.