Mais problemas para Tite. Depois de não poder contar com Neymar para os jogos amistosos que fará na próxima semana, o treinador da Seleção Brasileira [VIDEO] ganhou mais um desfalque, que pode ser definitivo, não apenas para as partidas amigáveis, como também para a copa do Mundo na Rússia.

Na partida contra o Lokomotiv Moscou, pelas oitavas de final da Liga Europa, disputada nesta quinta-feira (15), curiosamente na Rússia, o lateral-esquerdo Filipe Luis sofreu uma fratura na fíbula, fato que foi confirmado nesta sexta-feira (16), após a realização de exames. A grave contusão aconteceu quando ele sofreu uma pancada ao impedir um gol de Eder e deixou o gramado de maca com muitas dores.

Enquanto esteve em campo, ele deu assistência para o gol de Saúl, o segundo dos espanhóis na vitória por 5 a 1.

O tempo de recuperação estimado é de dois a quatro meses, o que deixa sua participação no mundial correndo sério risco. Ele tinha sido convocado por Tite para os amistosos contra Rússia e Alemanha, que serão disputados nos dias 23 e 27 deste mês. O jogador da Juventus Alex Sandro é o mais cotado para assumir seu lugar na lista de convocados.

Essa seria a terceira chance do jogador de 32 anos de participar de uma Copa do Mundo [VIDEO]. Em 2010 uma contusão também o tirou o mundial, disputado na África do Sul. Já em 2014, ele não foi chamado por opção do técnico Luiz Felipe Scolari. O restante da temporada com o Atlético de Madrid, que é vice-líder do Campeonato Espanhol, oito pontos atrás do Barcelona, e que está nas oitavas de final da Liga Europa, já foi perdido.

Decepções

Jogar a Copa do Mundo é o sonho de qualquer jogador de futebol. Às vezes, uma contusão às vésperas do torneio pode adiar esse objetivo por mais quatro anos, como foi o caso de Juninho Paulista, que em 1998 também sofreu uma fratura defendendo o próprio Atlético e teve que esperar até 2002 para finalmente poder jogar o mundial. Mas para Filipe esse é um pesadelo que se repete e pode ser o fim de sua última oportunidade de tentar ser campeão do mundo com a Seleção.

Em 2010, na época jogando pelo Deportivo La Coruña, o lateral sofreu uma fratura exposta no tornozelo. Apesar de ter se recuperado em maio daquele ano, acabou ficando fora da lista do técnico Dunga.

Campeão da Copa das Confederações em 2013, ele ficou fora dos convocados por Scolari para disputar a Copa no Brasil. Felipão na época preferiu chamar e Maxwell, então no Paris Saint-Germain, para ficar na reserva de Marcelo.