Sergio Ramos está há vários anos no Real Madrid, [VIDEO] onde se tornou um líder. Não só em campo, mas também no vestiário, Ramos é o verdadeiro capitão e líder do time. Sua paixão e seu comprometimento são incontestáveis, e o craque não consegue esconder seu desalento quando as coisas vão mal na equipe.

No entanto, no final do encontro com o Espanyol, no Cornellá, as coisas esquentaram, quando ele foi tirar satisfações com um dos jogadores, que, por sinal, é uma das estrelas da equipe. Terminou em confusão a derrota do Real Madrid, que pode ter significado a despedida do time na luta pelo título do Campeonato Espanhol e até pelo segundo lugar, quando o Atlético de Madrid está cada vez mais longe.

A Liga está quase perdida, mas jogos como esse são mas do que três pontos perdidos e fazem com que o vestiário se vá perdendo, entre brigas e acusações. Foi revelado pelo jornalista José Luis Sánchez, repórter do programa de TV espanhol El Chiringuito que o zagueiro espanhol Sergio Ramos não gostou da atitude de Isco, ou melhor, da falta de atitude.

O espanhol Isco foi dos mais criticados no final do encontro, e Ramos não perdeu tempo, após ter analisado sua postura em campo, mas também quando deixou o campo. O meia espanhol foi substituído aos 60 minutos de jogo por Zidane, e ele nem cumprimentou o treinador e nem para ele olhou.

O jogo estava com zero a zero no placar, e Isco deixou o campo de jogo caminhando, devagar e com o rosto de poucos amigos. "Você não caminha no Real Madrid, você tem que mostrar mais atitude", teriam sido as palavras de Ramos, que estava furioso, no vestiário, em uma briga acesa com o compatriota, a quem ele teria chamado de "egoísta".

Essa é a mensagem que, segundo José Luis Sánchez, Sergio Ramos transmitiu a Isco no final da partida. Uma discussão que deixa em evidência o momento ruim que atravessa o vestiário do Real Madrid.

Isco até iniciou a partida no time titular, mas ele foi chamado ao banco após mais uma atuação apagada. Aliás, toda a equipe foi bem contestada, depois de um jogo em que ninguém se destacou, e Zidane acabou sendo criticado por suas escolhas iniciais, ele que deixou Cristiano Ronaldo descansando em Madri.

Os merengues não conseguiram fazer qualquer gol e ainda perderam a partida, com um gol no minuto 93, uma receita que costumavam dar [VIDEO]para os outros times, mas que nesta temporada tem se virado contra eles.

O final do jogo foi quente, e vários jogadores terminaram acusados por seu fraco desempenho, especialmente Isco, um jogador que levou 45 segundos para deixar o gramado, muito tempo perdido quando sua equipe procurava a vitória.

Sua atitude exasperou os ânimos no vestiário. A derrota foi como um jarro de água fria no pior momento, quando o time se prepara para terminar a eliminatória da Champions League contra o PSG.