A manhã desta segunda-feira foi de muito trabalho para Tite, que convocou 25 jogadores para os dois últimos amistosos da Seleção Brasileira antes da Copa do Mundo. No dia 23 de março, em Moscou, o selecionado do Brasil enfrenta os anfitriões do Mundial de 2018 e quatro dias depois visitam a atual campeã, Alemanha, em Berlim. Na lista, no mínimo dois nomes surgem como novidades.

Um deles é o meia Anderson Talisca, que no futebol brasileiro ficou mais conhecido pelas suas atuações no Bahia antes de ser negociado ao futebol europeu. No exterior, o canhoto esteve no Benfica e atualmente joga emprestado pelo Besiktas, da Turquia.

O outro nome que chamou a atenção de todos na lista de Tite é o do atacante Willian José. No Brasil, o jogador teve passagens por clubes grandes do porte de São Paulo, Santos e Grêmio, e já há duas temporadas vem demonstrando boa regularidade com a camisa do Real Sociedad, da Espanha.

Para explicar a convocação desses dois atletas, o treinador disse durante a coletiva que o "momento" vivido por ambos pesou para a escolha. No entanto, ele [VIDEO] garantiu que mesmo aqueles atletas que não foram chamados agora seguirão sendo analisados e podem, sim, estar na lista definitiva do Mundial que será conhecida somente em maio.

"Os outros atletas que não foram chamados agora continuam nos planos e seguirão normalmente avaliados. Ainda que a gente tenha esse grande momento que vivem o Willian José e o Anderson Talisca, isso não quer dizer que Giuliano, que Diego, que Lucas Lima estão descartados.

Nós ainda não temos uma situação definitiva", avaliou o comandante do Brasil.

Zaga também gera debate

Uma outra situação curiosa na nova lista de Tite foi o número de zagueiros chamados. Na grande maioria das convocações, apenas quatro zagueiros são chamados. Mas, dessa vez, o treinador optou por levar um a mais. Miranda, Marquinhos e Thiago Silva, como de costume, foram convocados e devem mesmo fazer parte do Mundial. Na outra vaga, há uma clara disputa que ficou ainda mais acentuada com a convocação de ambos: Pedro Geromel e Rodrigo Caio.

Os dois, aliás, são os únicos da lista que jogam no futebol brasileiro ao lado do lateral-direito Fagner [VIDEO], do Corinthians. Geromel é pilar defensivo e referência do Grêmio, enquanto Rodrigo Caio já é nome afirmado do São Paulo. Tite também comentou a situação de disputa na defesa da seleção.

"O Geromel merece ser chamado pela grande Libertadores que fez e também pelo Mundial. Ele, Luan, Grohe (também jogadores do Grêmio) estão sendo analisados.

Mas, especificamente com o Geromel, seria bastante injusto se eu não o chamasse agora. Eu não ficaria em paz comigo mesmo", explicou.

Geromel, de fato, tem se destacado já há mais de três anos com a camisa do Grêmio. Neste domingo, novamente ele foi peça decisiva em uma vitória do tricolor, que venceu o clássico Gre-Nal por 2x1 pelo Gauchão, no Beira-Rio. O zagueiro até se aventurou como craque e distribuiu dois chapéus seguidos nos rivais Patrick e Roger ainda no primeiro tempo.

Por meio do seu Twitter oficial, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) postou a relação completa dos 25 jogadores que estarão aptos a enfrentar os amistosos contra Rússia e Alemanha:

Entre os goleiros, o destaque foi a convocação de Neto, do Valência, que substitui o habitual convocado Cássio, do Corinthians. Pela Copa do Mundo, o Brasil tem estreia marcada para o dia 17 de junho, em Rostov, contra a Suíça. Também fazem companhia a brasileiros e suiços no grupo as seleções da Costa Rica e da Sérvia. Em um eventual cruzamento de segunda fase com o Grupo F, a seleção treinada por Tite pode encarar Alemanha, México ou Suécia.