O Corinthians ainda sente a falta de um reforço para esta temporada, sem reclamar, o técnico Fábio Carille segue com o trabalho, mas é complicado jogar sem um centroavante de referência no elenco.

Até o momento, Carille vem utilizando Romero como 'falso nove', ou seja, ele está sendo o centroavante da equipe, mas é claro que um homem desta posição precisa fazer gols, e o paraguaio está dando muito mais assistências do que executando tentos.

O técnico Fábio Carille sabe que precisa de um centroavante, mas também entende a atual situação do clube, que não pode fazer investimentos milionários, pois existe uma dívida de quase R$ 2 bilhões, por conta da construção da Arena de Itaquera.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Futebol

Reforço chegando?

O presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, falou sobre a contratação de um centroavante, até porque, mesmo vindo de vitórias importantes, a equipe ainda sente falta de um homem de referência na área de ataque.

O centroavante Jô foi embora, em uma venda ao Nagoya Grampus, do Japão, por quase R$ 40 milhões, mas o presidente afirmou que está em busca, sim, de um atleta para a posição, porém, os que estão livres no mercado estão pedindo salários de clubes europeus, e o Timão não vai cometer nenhuma loucura.

O Corinthians quer anunciar um atleta desta posição como o grande reforço da temporada, mas entende que pode não ser possível esta contratação, uma vez que poucos atletas desta posição se enquadram no 'bom e barato'.

Bom e barato?

Sim, o Timão está seguindo esta filosofia agora, sempre indo atrás de jogadores que são de boa qualidade, mas que são baratos, pois assim o alvinegro de Itaquera pode se reforçar e economizar um bom dinheiro.

O objetivo está sendo investir em atletas jovens, como é o caso de Mateus Vital, pois estes podem vir a se tornarem de excelente qualidade e, em um futuro próximo, o Corinthians pode ter um bom time, formador por jogadores promissores, hoje em dia.

No entanto, o Timão vem conseguindo vitórias importantes com um elenco, consideravelmente, limitado. A equipe está indo muito bem na Copa Libertadores da América e, muito provavelmente, conseguirá passar para a fase mata-mata.

Esta Libertadores é uma das, quiçá, a mais difícil da história. Isso porque é a edição que conta com o maior número de clubes que já foram campeões de, pelo menos, uma Libertadores.

Além daqueles que já venceram três vezes, como é o caso dos brasileiros Santos e Grêmio [VIDEO], veteranos na competição.